Open Space – um fantástico projecto português

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

Open Space é o nome inglês que se dá a um espaço amplo, onde não existem paredes nem portas a fechar espaços. Ficou conhecido por se começar a usar em ambientes de trabalho de equipas numerosas e nos dias de hoje é aplicado em grande escala em ambientes interiores de habitações. Apareceu com o objectivo de mudar o mundo, ligando as pessoas e  promovendo a expressão e comunicação entre elas, sem haver um líder no topo da conversa.

Nos idas de hoje o conceito Open Space ou Loft refere-se a ambientes modernos e super actuais. Podem ser zonas privadas ou sociais, como lojas, cafés ou locais de trabalho. Hoje damos-lhe a conhecer um projecto de autor português - Santiago Interior Design Studio - com sede em Cruz Quebrada,Oeiras de um apartamento open space com características bem marcadas. Está preparado? Acompanhe-nos.

Open space

A S|ids é uma empresa que opera no âmbito dos interiores a nível multidisciplinar. Composta por arquitectos, designers de interiores, de mobiliário e têxtil, são capazes de projectar  espaços de qualquer escala, desde pequenos espaços interiores a grandes obras de remodelação públicas ou privadas. Estão atentos às tendências e prova disso é o projecto que lhes mostramos. Desde a escolha dos materiais, aos acabamentos, ao mobiliário e à iluminação, nada foi descurado.

Nesta imagem é possível perceber o espaço quase na sua totalidade. No centro da fotografia vemos uma porta branca, a única do espaço, esta é a porta de entrada do apartamento a que faz a ligação entre a parte privada e o exterior. Logo à direita de quem entra uma bicicleta serve de decoração ao hall de entrada, outra tendência super na moda que pode ler num artigo escrito anteriormente, aqui. Separados com uma espécie de biombo de ripas verticais conseguimos ver ao fundo o quarto, e neste primeiro plano, a sala de estar. O material escolhido para ser usado nas paredes, tecto e chão foi o cimento autonivelado. É um material que está super na moda quando aplicado nos interiores ou em exteriores sem ter qualquer tipo de acabamento.

Quarto de boas áreas

No quarto os materiais usados mantêm-se, apenas a parede da cabeceira da cama é em estuque branco apesar de maneira criativa a cabeceira ter sido feita também em cimento. A janela que ocupa todo o comprimento do quarto, deixa entrar luz natural e as cortinas de material translúcido conferem conforto e mais privacidade ao espaço. Aos pés da cama encontra-se um banco de apoio em pele em estilo Chesterfield e ainda um aparador num branco brilhante que serve de arrumação e apoio a objectos decorativos. Na parede foi colocado uma escultura de madeira em forma de cabeça de viado, trazendo um pouco a natureza para dentro de casa. 

Cozinha e a amplitude de movimentos

Este projecto como já referi, destaca-se sobretudo pela escolha dos materiais e a forma como o espaço foi pensado. Um apartamento de boas áreas em formato de open space aparece tirando partido do grande volume de betão que joga com os tons e claridades distintas.

A cozinha é um espaço aberto (como todo o apartamento) e de ligação directa à sala de estar vs refeições. O mobiliário escolhido é de autor e as peças são brancas fazendo contraste com o cinzento rato das paredes, tecto e chão. A dupla de candeeiros sobre a mesa além de iluminar, define o espaço de refeição.

A ilha como ponto central

Nesta perspectiva, consegue-se perceber onde fica a mesa de refeições, a sala de estar e ao fundo do lado esquerdo, por trás das ripas, o quarto. Apenas com o jogo simples de mobiliário conseguiu-se formar e limitar as diferentes zonas do mesmo espaço aberto sem se usar paredes nem portas. É um excelente exemplo de como um open space pode adquirir outras funcionalidades.

Closet

Esta imagem transmite luxo e modernidade. A parede onde se encontra a cabeceira da cama é a divisória para um mundo novo – um closet. Parece-se com uma loja,  pois as roupas estão delicadamente arrumadas por cores e existe o aproveitamento de toda a altura do espaço com o uso de prateleiras superiores. Um espaço imaculado de arrumação e simplicidade.

Fechado mas aberto

Aqui, vemos por entre as ripas a zona da sala de jantar. Cria uma espécie de divisória de espaço, mas sem realmente o fazer, pois é visível o que se passa do lado de lá sem bloquear por completo a atmosfera.

Gostou desta proposta sem divisórias e paredes?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!