Qual o tipo de madeira melhor para o interior?

Sílvia Astride Cardoso – homify Sílvia Astride Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

A madeira é um material de excelência. 

Independentemente do tipo de casa ou do estilo decorativo, dificilmente abdicamos deste material e deixamos de tirar proveito daquilo que ele nos oferece quer em termos estéticos, quer em termos funcionais.

Sendo um material de características muito próprias, é possível encontrá-lo em diversas versões. A madeira é útil para demarcar variados pontos de referência na construção da nossa casa, seja na sua estrutura, na sua decoração ou nos acabamentos. 

Perfeita para equilibrar decorações e transmitir sensações intimistas e de maior conforto, a madeira adapta-se na perfeição a qualquer estilo arquitectónico e decorativo assumindo papel importante em qualquer um deles. 

Pela sua importância, devemos ter cautela e ser assertivos na sua escolha e utilização. 

Para o ajudar nessa tarefa, apresentamos uma série de pontos que deve ter em consideração antes de tomar uma decisão. 

Que tipos de madeira são melhores para a sua casa?

Na hora de construir, equipar e mobilar a sua casa, a escolha dos materiais é fundamental, não só em função da parte estética, como também no que à qualidade e durabilidade diz respeito. No que toca à madeira, há um vasto leque de opções disponível que deve considerar tendo em conta o que pretende criar e o local onde deseja ver revestido pelo material.

O melhor que tem a fazer é aconselhar-se junto a profissionais que conheçam em profundidade as características do material, fazer um lista de prós e contras para cada tipo de madeira e, por fim, escolher aquela que melhor se adequará e que melhor resposta dará às suas necessidades de momento e a longo prazo.

A escolha da madeira a utilizar depende sempre do que precisa. Para utilização na estrutura da sua casa, as melhores opções são claramente as madeiras de maior densidade que são as mais pesadas e de maior resistência e durabilidade. Depois, há todas as outra zonas da casa onde vai ter de optar por madeiras com características especificas. As madeiras da cozinha devem ser de fácil limpeza e resistência à água, assim como as madeiras da sua casa de banho de banho devem ser resistentes à humidade para que não se degradem rapidamente perdendo eficácia e tornando-se esteticamente desagradáveis. 

Naturalmente, além da todos estes pormenores, deve ainda ter em conta que a madeira tem texturas, tem cheiro e tem cor. A escolha destas especificidade vai depender de cada um, sendo sempre bom saber que existem produtos de tratamento que disfarçam os cheiros – não os eliminando totalmente -, madeiras às quais a tinta adere melhor e que quanto mais escura a madeira maior a sua resistência à luz. 

Na imagem que lhe deixamos, proposta da GLR Arquitectos, a madeira foi aplicada na perfeição. Inspire-se! 

Madeira a mais?

A resposta a esta questão será sempre relativa e dependerá da forma como aplicarmos a madeira, jogarmos com as suas texturas, cores e características.Tudo resulta, portanto, da capacidade para perceber e trabalhar com o material. 

Se cairmos no erro de jogar com texturas e padrões repetitivos em áreas longas facilmente estamos a criar um espaço que acaba por ser desinteressante e antiquado. Não cubra espaços demasiado largos com madeiras muito escuras pois isso retirará leveza e importância ao resto das áreas e à decoração, criando um ambiente pesado. 

Perceba o material e aproveite a zona onde o coloca, jogando com as cores, as texturas, com a luz e a forma como a madeira a absorve ou reflecte.

Estética bucólica ou casa de praia?

Por norma, a madeira, sendo um material de características rústicas, associa-se mais ao ambiente de uma casa de campo ou de praia. Ainda assim, e dependendo da irreverência e originalidade de cada um, é possível moldar o espaço ao seu gosto e utilizar de forma inteligente o material inserindo-o numa obra de arquitectura e design moderno, como é o caso da estética escandinava, por exemplo. 

O estilo de decoração e a linguagem que vai dar à sua casa depende daquilo que nela utiliza, mas depende, nomeadamente, de si, da sua visão e da forma como utiliza os materiais. Se a sua ideia é criar um ambiente rústico e tradicional tem na madeira um aliado perfeito, mas se o seu objectivo passa por um espaço e um ambiente mais jovial e moderno então não afaste a madeira dos seus planos. Muito pelo contrário, a sua correcta utilização e a forma como a vai ligar com os demais materiais darão ao seu espaço o equilíbrio necessário para tornar a sua casa mais acolhedora.

Melhores texturas

Tendo em conta a variedade de madeiras disponíveis no mercado, o leque de texturas que pode escolher para a sua casa é quase interminável. Assim sendo, as texturas a escolher dependerão do seu gosto, das suas ideias e de questões práticas como a limpeza ou a durabilidade do material. 

Existem diversas formas de utilização e tratamento de madeira que contribuem para que possa utilizar o material de acordo com o seu gosto e as suas necessidades. Se a sua ideia passa por ter uma decoração mais rústica opte por material menos tratado em que as texturas são mais salientes e os veios mais visíveis. Se, por outro lado, aspira a um ambiente mais luxuoso e requintado então deve optar por uma madeira tratada e brilhante. Não se esqueça, porém, que para zonas mais especificas da casa deve pensar na funcionalidade dos materiais e, por exemplo, os balcões de uma cozinha são mais fáceis de limpar se forem lisos e sem textura.

Preços

A escolha da madeira requer uma decisão ponderada que deve pesar características estéticas, a qualidade e, não menos importante, os custos. Existem opções para todos os gostos e para todas os orçamentos, desde as que contemplam madeiras baratas e vulgarmente utilizadas como o pinho ou o eucalipto até às madeiras mais caras e mais raras – mas de melhor qualidade e durabilidade – como a teca ou o mogno.

A madeira que utiliza em sua casa vai aparecer não só nos móveis, como também nas estruturas arquitectónicas e nos acabamentos o que significa que o material vai estar exposto a agentes que o desgastam sendo, por isso, essencial ter em conta a óbvia necessidade de manutenções e reparações. 

É, precisamente, por esta razões que é importante escolher de forma ponderada a madeira correcta a aplicar em casa zona, pois que tudo isto conta para o preço final do seu produto.

Na verdade, o preço da madeira não está só no custo inicial do material, mas também naquilo que se vai gastar para manter, reparar e substituir sempre que necessário. Como vale mais jogar pelo seguro e como o barato, às vezes, tem rato, é preferível optar por uma madeira mais cara, mas melhor, do que uma mais barata que o vai obrigar a constantes processos de manutenção e reparação.

Efeito

A madeira é um dos materiais de excelência na construção. A sua utilização nos espaços da casa ajudará a criar o ambiente que para eles desejar. Pelas suas características, a madeira é um material que proporciona aconchego e robustez. 

Dependendo da forma como a utiliza, pode ter na madeira um elemento perfeito para criar equilíbrio entre vários materiais e texturas e para fazer uma ponte entre uma miríade de estilos decorativos. A madeira emprestará à sua casa uma atmosfera familiar e, simultaneamente, assegurará as necessidades térmicas e acústicas, importantes nos diferentes espaços da casa.

Qual destas fotografias mais o inspirou? Esperemos tê-lo esclarecido! Comente por baixo deste artigo. 
Habitações  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Peça a sua consulta grátis

Encontre inspiração para casa!