Piscinas interiores: mais do que apenas beleza!

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Um luxo ao alcance de poucos. Assim é a piscina interior. Oferece várias vantagens. Podemos usá-la ao longo de todo o ano, podemos praticar desporto sem sair de casa e até nos podemos servir dela para contrariarmos problemas de saúde. É, no entanto, dispendiosa a instalação e a manutenção e, claro, nem todas as casas têm o espaço ou tampouco as infra-estruturas necessárias para instalar uma piscina interior. 

Se está a considerar ter uma piscina aquecida em casa, então há alguns pontos que deve percorrer. Pese as vantagens e as desvantagens, conheça os vários sistemas de aquecimento – quais os mais dispendiosos ou os mais ecológicos? -, considere o seu orçamento e quanto está disposto a investir já e a longo-prazo ou como a pode decorar para dela usufruir da melhor forma. 

As respostas estão no texto, mas a conclusão é sua. 

Vale a pena?

Spas modernos por homify

Para compreendermos se uma piscina aquecida e de interior vale a pena, devemos percorrer algumas das suas vantagens e desvantagens.

Primeiro as boas notícias. Uma das grandes qualidades de uma piscina interior é a possibilidade de a utilizar ao longo de todo o ano, a qualquer hora do dia e independentemente das condições atmosféricas. Para lazer, para desporto ou por puro convívio, ter uma piscina dentro de casa pode sempre proporcionar bons momentos. Comparativamente às piscinas exteriores, sujam-se muito menos. Estão resguardadas e, por isso, não se sujam com folhas ou insectos. Isto não significa que não tenha que a limpar. As piscinas interiores carecem de tratamentos químicos, tal como as exteriores. Por ser interior e estar resguardada por vidros aos quais, normalmente, só se tem acesso se tivermos as chaves, são mais seguras para crianças e propiciam, também, maior privacidade. No Verão pode ficar aberta quase na totalidade se for vedada por portas de correr que, facilmente, se abrem ou se tiver um tecto retractável.

Agora, as coisas menos boas. É preciso espaço para a ter. Nem todas as casas têm uma área suficientemente ampla para instalar uma piscina aquecida e, mesmo que o tenha, o seu edifício pode não ser próprio para o efeito. Depois, a instalação de uma piscina aquecida é muito mais dispendiosa do que a de uma piscina exterior. São necessárias máquinas próprias para regular o sistema aquecimento ao longo de todo o ano. A piscina ajuda a aquecer o ambiente da própria casa. No entanto, também acarreta maior humidade pelo que é impreterível ter um desumidificador para evitar estragos graves na estrutura da casa ligados à humidade que pode propagar doenças.

A balança já tem os seus prós e contras. Coloque algumas questões a si próprio: qual é o clima do sítio onde vivo? É soalheiro ou chuvoso? Quanto tempo passo em casa? Para que fim a vou usar? Desporto? Lazer? Ambos? Tenho orçamento para cobrir a manutenção? Tenho espaço para uma piscina exterior? Construo ambas ou só uma? Responda a estas perguntas, analise e tire as suas próprias conclusões.

Tipos de aquecedores

Piscinas: Piscinas modernas por Autovidreira

O tipo de aquecimento para a sua piscina é uma questão muito técnica que deverá ser avaliada por engenheiros especialistas na matéria. Os tipos de aquecedores mais conhecidos são o aquecedor a gás, a bomba de calor e o aquecedor solar. Seja qual for o sistema eleito, certifique-se que não há perdas térmicas que redunde em gastos mais avultados.

O aquecedor a gás é o mais antigo. A água da piscina é levada para uma serpentina envolta pelo fogo do gás. A pressão da água abre o gás e acende o fogo de forma automática. Ainda que a simples menção da palavra “gás” nos assuste, este sistema é seguro visto que o dispositivo de segurança integrado no aquecedor desliga o gás automaticamente se a chama se apagar. A maior desvantagem é o preço relativo ao abastecimento de gás e a cobertura da serpentina que sofre a erosão provocada pelo cloro e pelo fogo com alguma rapidez.

A bomba de calor funciona por via de um sistema de refrigeração, isto é, retira calor de um lado para levar para o outro. Simples. Este é o sistema mais actual que existe para aquecer água e a instalação é bastante simples. Para além disso, é mais económico do que o aquecedor a gás em cerca de 50%. A principal desvantagem é o facto de não funcionar abaixo dos 8 graus.

Por fim, e para fazer as delícias dos mais ecológicos, temos o aquecedor solar que funciona, como o próprio nome indica, através da captação do calor solar. Neste caso, a água é bombeada para as placas solares e quando a diferença térmica entre ambas alcança os 4 graus, o motor liga de imediato e funciona até atingir a temperatura previamente programada. Para piscinas residenciais é, sem dúvida, a melhor opção. A fonte de calor é gratuita e infinita, é uma opção económica e amiga do ambiente. Os custos operacionais e de manutenção são, também, bastante reduzidos. A principal desvantagem é que, sem sol, não é possível aquecer a piscina. Em espaços comerciais é até mesmo necessário o apoio de um aquecedor a gás.

Preços

Para manter a piscina aquecida ao longo de todo o ano, e usando o sistema de aquecimento mais comum, a bomba de calor, poderá ter gastos de aproximadamente 1000 euros por ano. O investimento do sistema de aquecimento em causa poderá variar entre os 3000 ou 6000 euros. Se a sua piscina não dispuser de uma boa cobertura, todo o investimento será em vão.

O valor da piscina varia consoante o tamanho e o material utilizado no seu revestimento, logo é muito relativo e pode variar de loja para loja. Antes de fazer uma escolha definitiva, peça orçamentos e compare-os. Para além disso, pense a longo prazo. Um investimento mais avultado a curto prazo pode ser benéfico a longo prazo. Pelo contrário, um investimento menos avultado no momento pode revelar-se mais caro ao longo do tempo.

Para poupar dinheiro na manutenção, utilize uma cobertura solar – ou capa solar – que isola a superfície da piscina, reduzindo a perda de calor. Este sistema é bilateral no sentido em que permite que a energia solar perpasse a capa e atinja a água, aquecendo-a. Convém, também, ligar o aquecedor só quando usar a piscina. Se usa esporadicamente, não adianta ter o sistema permanentemente ligado. E não, não é verdade que mantê-la permanentemente aquecida é mais barato. Isso é um mito urbano. A perda de calor é directamente proporcional à necessidade de aquecimento.

A melhor piscina para si

A melhor piscina e sistema de aquecimento para si depende de inúmeros factores. Deve determinar, a priori, quais são as suas necessidades, o seu orçamento, se vai ser usada para fins privados ou comerciais, o local onde mora, as condições climatéricas que se fazem sentir e, claro, a casa onde vive. Terá ela uma infra-estrutura apropriada à instalação de uma piscina aquecida?

Decoração

Piscina Interior, Setubal: Piscinas modernas por ÀS DUAS POR TRÊS
ÀS DUAS POR TRÊS

Piscina Interior, Setubal

ÀS DUAS POR TRÊS

E decorá-la? Vamos a isso. Uma piscina exterior pode ser um óptimo pretexto para organizar uma festa e compor, em sua casa, mais uma área de estar, de lazer e de convívio. Inspire-se na decoração desta piscina interior, proposta do atelier Às Duas por Três. A estética é fresca, simples e minimalista. A iluminação nocturna é artificial e feita por via de um sistema de LEDS que contém – rufar de tambores – 24 cores distintas, ideal para uma noite de festa com os amigos ou para criar uma atmosfera mais romântica, intimista e aconchegada.

Não se esqueça de uns sofás confortáveis ou otomanas e puffs impermeáveis. São o tipo de decoração que mais encontramos nestes espaços. Lanternas com velas e plantas também ficam sempre bem.

Luxo ou necessidade?

Spas asiáticos por Defacto studio
Defacto studio

Хамам

Defacto studio

A menos que se trate de um espaço comercial, é definitivamente um luxo. Mesmo que se use por motivos de saúde – que só faz bem e sorte de quem pode usufruir desta terapia sem sair de casa – ter uma piscina interior ainda está ao alcance de poucos e a maioria continua a procurá-las em ginásios, hotéis ou spas

Se o recurso a energias sustentáveis se forem generalizando progressivamente, os preços estabilizarão e ter uma piscina interior pode passar a ser mais comum.

Tem piscina interior ou anda a pensar no assunto? Então, esperemos que o nosso artigo o tenha ajudado. Deixe o seu feedback abaixo. 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!