ENVY LIGHTING – Candeeiros made in Portugal

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

Hoje o artigo é todo sobre iluminação e apenas sobre uma marca portuguesa em específico – a Envy Lighting. A marca conta com mais de 25 anos de história no sector da iluminação decorativa e é responsável pelo fabrico de iluminação através de maquinaria avançada e de métodos rigorosos, com os mais diversos materiais de qualidade. 

Apesar da iluminação ser uma das etapas mais importantes e fundamental nos interiores, esta é deixada para último. Esta etapa ocupa muito tempo e atenção, tanto na parte projectual como na compra da luminária ideal. Um dos erros mais comuns encontrados em projectos de iluminação são ambientes demasiado ou pouco iluminados. Pois a iluminação precisa de ser distribuída adequadamente para gerar conforto habitacional. Não é um tema simples, mas iremos dar-lhe algumas ideias, truques, vantagens e inspirações acompanhadas de bons exemplos fotográficos.

Modelo NATEZA

ENVY LIGHTING é fundada através da empresa FB Internacional e é localizada em Portugal, apesar dos seus produtos serem distribuídos já para 35 países pelo Mundo fora. Têm a colaboração de designers de renome e os seus produtos já podem ser vistos nos melhores hotéis espalhados pela Europa e não só.

Estes candeeiros são em madeira e metal e podem ter 2 tipos de acabamentos diferentes, além da possibilidade de se escolher o modelo de mesa ou de pé.

Num projecto de iluminação interno deve-se ter em conta o espaço/divisão e quais os elementos que se querem valorizar. Pois a luz pode enriquecer, esconder, aumentar ou diminuir estas mesmas zonas.

Modelo CHANELA VE

CHANELA VE: Sala de estar  por FB Internacional

Em cada sala de estar ou jantar, na maioria delas, existem 2 tipos de iluminação: luz directa ou luz indirecta, ou geral e local. Em alguns casos, como em apartamento de tecto baixo e de tamanho médio ou pequeno, apenas abajures são necessários à iluminação. Ainda assim, devem ser distribuídos de maneira a que um lado não esteja mais iluminado do que o outro. Recomenda-se o uso de lâmpadas amarelas, pois favorecem a sensação de conforto devido à temperatura da cor.

O modelo da foto é em cerâmica e tem 6 cores disponíveis, facilitando assim o seu enquadramento dependendo da decoração e do espaço em questão (em tons de cinzento, vemelho, verde, laranja, azul e preto).

Modelo SVEN

Para o quarto a aposta é em luz indirecta e uniforme.  Para obter esse efeito podem ser utilizadas luminárias com filtro em vidro, acrílico ou outros materiais. O da imagem é em madeira natural com abajur em tecido. Para controlar a intensidade da luz utilize um reóstato que além de ajudar na economia de energia ajuda a controlar a intensidade da luz ideal para cada momento. 

Outra sugestão é aplicar uma luz direccionada para cima com o tecto branco, a luz irá reflectir e iluminar toda a divisão.

Modelo TEKTON

TEKTON é um candeeiro de mesa ou de leitura e foi desenhado por Benjamin Auzier. É em madeira natural, com abajur em cerâmica branca brilhante e base de metal.

Os candeeiros escolhidos para os interiores de sua casa devem ser além de esteticamente bonitos, promoverem a iluminação ideal para cada ambiente e tarefa. Portanto para se fazer um bom projecto de iluminação de forma que ela fique esteticamente agradável, económica e atendendo às necessidades dos seus usuários é necessário muito mais do que apenas distribuir luz. É preciso que a luz esteja em harmonia com o ambiente e cumpra a sua função oferecendo conforto visual.

Modelo TEKTON HL2

TEKTON HL2: Sala de estar  por FB Internacional

Geralmente o que mais se vê é um candeeiro de pé posicionado ao lado do sofá, mas essa não tem de ser a opção.

Esse tipo de iluminação não está errada, mas a ousadia pode entrar em cena num espaço que puxe por isso. A linha de luminárias de tecto é apresentada com abajur de cerâmica de alta qualidade,  desenhado pelo designer francês, Benjamin Auzier. A predominância do branco proporciona uma grande simplicidade e elegância, que se adequa a uma decoração contemporânea, clean e moderna. 

E a escolha do tipo certo de lâmpada, de luminária e de potência é uma tarefa mais complexa do que imaginamos. A posição do mobiliário deve ser tida em conta durante a concepção de um projeto de iluminação. Os artefatos utilizados devem ser ornamentais e decorativos e também promover a iluminação ideal para cada ambiente. 

Modelo CAGE

O conceito de boa iluminação tem-se vindo a  modificar ao longo dos anos e a cada dia o profissional de iluminação tem conquistando o seu lugar entre arquitectos, designers e decoradores. 

A grande mudança para a população em geral começou com a crise energética em 2001, que fez com que todos os hábitos de consumos eléctricos fossem alterados, em todas as casas, indústrias e empresas. Desde esse momento, apareceu uma nova atenção focada na concepção de projectos de luz eficazes e económicos.

Repare que neste canto de sala de estar a proposta de iluminação foi a de destacar a consola de madeira de estilo moderno, assim o candeeiro CAGE dá-lhe mais visibilidade e chama mais a atenção da zona.

Modelo LADY & GENTLEMAN

LADY and GENTLEMAN: Quarto  por FB Internacional
FB Internacional

LADY and GENTLEMAN

FB Internacional

Um projecto falha quando é baseado apenas em tendências. Cada caso é um caso e não existe um padrão a ser seguido. O que existem são diversas variantes que devem ser cuidadosamente estudadas através da análise das características da arquitectura, da sua localização, da finalidade da ocupação detalhada de cada divisão.

Estes candeeiros são construídos em PVC e o fio têxtil vermelho vem incluído. É um exemplo um bocadinho diferente de todos os outros apresentados até agora, e é caracterizado pelo seu estilo minimal.

Vários estudos já comprovaram que a luz interfere de várias maneiras no ser humano, não apenas nas áreas visuais do cérebro como também nas áreas relativas às emoções e à regulação hormonal, portanto, é essencial que cada projecto seja baseado no bem estar das pessoas que irão ocupar o espaço e na forma como essa luz influenciará as suas actividades.

Modelo ELLA

É impressionante como a luz tem a capacidade de interferir sobre a produtividade em relação à  motivação ou à capacidade de concentração. No caso de habitações, é muito importante analisar a faixa etária dos seus moradores, porque a capacidade de ver bem e nítido, decresce com a idade. 

Em média uma pessoa idosa precisa 4 vezes mais de luz que um jovem. O que é assustador, quando ainda é bastante comum observarmos espaços iluminados sem o menor conhecimento técnico; alguns casos com excesso de pontos de luz;  outros com falta de iluminação para desenvolver uma tarefa; ou ainda a má distribuição de luz criando situações de sombra onde deveria haver luz. O da imagem é de cerâmica preta e foi desenhado por Jean-Pierre Rey. 

Se ficou com curiosidade, veja toda a colecção disponível aqui.

Tem a certeza que tem a quantidade de luz necessária em sua casa?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!