Piscinas campestres por Rios-Casariego Arquitectos

Casa sedutora e tranquila mas bem perto da agitação

Elisabete Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
Loading admin actions …

I want to live in Ibiza, já dizia a música, e nós também, especialmente depois de conhecer a casa do projeto de hoje!

A ilha de Ibiza, com uma modesta população de pouco mais de uma centena de milhar de habitantes, é anualmente invadida por cerca de seis milhões de turistas, sedentos de praias paradisícas, diversão e muito glamour. Ibiza é internacionalmente conhecida pela sua intensa vida noturna, e é paragem regular de estrelas do cinema e do desporto. Mas escondidas, longe do bulício dos turistas e do ruído das discotecas, a ilha ainda alberga autênticos oásis de tranquilidade… Localidades minúsculas, alcandoradas sobre penhascos rodeados de pinheiros mansos.

A Cala Llentrisca é uma praia tão bonita como isolada, frequentada sobretudo por mergulhadores e proprietários de barracas de pesca, a maioria delas pertencente a moradores da zona que as aproveitam durante o fim de semana  para ir pescar e organizar refeições à beira-mar. Não há restaurantes, não há discotecas, não há serviços, mas há paz e beleza únicas no mundo. E aí encontramos umas poucas casas como esta que lhe queremos hoje mostrar, pérolas raras de estilo num ninho perfeito de beleza natural!

Da autoria dos arquitetos da Rios-Casariego, esta moradia causa inveja a qualquer um, seja pela localização, seja pela pureza da arquitetura. Venha apreciar!

Jardim

Avisamos desde já: – este é um 360ª exterior. Provavelmente porque os afortunados proprietários deste verdadeiro refúgio de férias não quiseram ver os seus interiores expostos. Afinal a ideia é fugir do mundo e não deixá-lo entrar portas adentro! Mas os exteriores são apetecíveis não é verdade?

Este jardim é fascinante somente pela sua simplicidade. Com uma escolha criteriosa de plantas a área ajardinada faz um continuum com a vegetação que rodeia a casa, fundindo-se com esta. Uma laranjeira, algumas alfazemas e a pedra dos muros, a mesma que compõe as falésias ali tão perto, são simples componentes deste apetecível jardim mediterrânico.

Entrada discreta

A fachada recebe-nos com o seu estilo mediterrânico, embora com vários traços da arquitetura das casas de adobe de Marrocos e outras cidades do norte de áfrica. 

Paredes caiadas de branco, com um belo jardim, como tantas vezes se veem no sul da Europa. Paredes inclinadas e espessas, e casa com um desenho simples, fechado para a fachada exterior, aberto para o interior, como nos países de influência muçulmana. A porta em arco, com as suas grades envidraçadas quase nos prometer a entrada para um bairro na medina.

Este estilo despojado e simples, de fachadas que na atualidade se chamam minimalistas, e as espessas paredes de material natural, são na verdade características arquitetónicas muito úteis nestas latitudes, pois mantêm os interiores quentes no inverno e frescos no verão, tornando a habitação termicamente mais eficiente.

Terraços

Na fachada posterior a casa abre-se à paisagem e à luz! Deste lado a faceta mediterrânica da casa impera, e os terraços com pormenores de vigas em madeira rústica são a sua característica mais marcante. Espaços privilegiados para desfrutar da estonteante paisagem que se abarca da casa!

Mergulhar no paraíso

Uma piscina de geometria simples, perfeitamente enquadrada na paisagem! Rodeada de pedra rústica mimetizando as cascas dos pinheiros à volta, utilizando a pedra natural da região… Se não fosse eminentemente geométrica poderia ser um lago natural! A sua cor esverdeada, diferente do habitual azul claro das piscinas, ajuda na integração do espelho de água na cuidada paisagem do jardim, e esta por sua vez na imponente obra da mãe natureza. Mas por bonita que seja é impossível competir com o azul do mar nesta região!

Chaminés e paisagem

E por último uma vista posterior da casa a partir de um plano ligeiramente superior a esta, que nos permite ter um ideia da sua localização frontal em relação à costa da ilha, e à lindíssima Cala Llentrisca, abaixo.

Terraços e chaminés, como numa cidade árabe… Mas também mediterrânica, pois os estilos fundem-se. É em Ibiza, no entanto poderia ser no Algarve que a inserção paisagística seria igualmente bem-sucedida. As chaminés não têm o intrincado trabalho das tradicionais algarvias, mas são muito bonitas e o seu acabamento em triangulo dá-lhes um toque original.

E chaminés significam? Lareiras, claro! Muitas lareiras em vários compartimentos, pois não há nada mais aconchegante numa casa do que o crepitar das chamas.

Acha que umas imagens das lareiras ficaram a faltar neste artigo? Então console-se lendo também o artigo ’Lareiras de acordo com o estilo da sua decoração’. Vai ver que ali encontra uma ao seu gosto!

E o leitor, gostava mais de uma casa rodeada de tranquilidade ou imersa na agitação da cidade?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!