Corredores e halls de entrada  por Projekt Kolektyw Sp. z o.o.

6 sugestões para decorar o hall de entrada

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Há divisões da casa que decoramos com empenho. Outras há que são deixadas ao acaso por as entendermos enquanto áreas de passagem onde a parte estética pouco importa. Mas, não é verdade. Precisamente por se tratar de zonas de passagem é que se querem funcionais. Por serem zonas de passagem, é que nos devemos também preocupar com elas. 

É isto um contra-senso? Não. Afinal de contas, o que é um hall sem sítio para pendurar casacos? Como se pode ter uma entrada sem um único espelho para darmos uma última vista de olhos antes de sair de casa? Onde vamos pousar os sapatos quando os tirarmos? Que ideia queremos transmitir às pessoas que nos visitam pela primeira vez? Se pensar bem, é o hall o cartão de visita para o resto da casa. Quer mesmo vê-lo vazio, despido e pouco iluminado? Hmmm, bem nos parecia. 

Veja como dele tirar partido no artigo de hoje. 

Prateleiras

Uma boa maneira de decorar o hall de entrada da sua casa é através da utilização de prateleiras, principalmente se o hall se desenvolver mais em comprimento do que em largura. A utilização de prateleiras, além de quebrar a monotonia de uma longa parede, permite ainda criar um espaço de arrumação e exposição onde pode colocar os seus livros, objectos decorativos, fotografias e muito mais. 

Aposte em prateleiras com a mesma cor da parede e do tecto e, depois, salpique-as de cor de acordo com o que lá coloca como as próprias lombadas dos livros e aqueles objectos mais interessantes como peças esculturais, caixas, bandejas, molduras, entre outros. 

Arrumação

A criação de zonas de arrumação no seu hall de entrada é uma excelente forma de contrariar a escassez de espaço da própria casa. Tendo em conta que o hall é maioritariamente uma zona de chegada e saída, ou seja, de passagem, permite o uso de móveis práticos para arrumação sem que isso mexa com a dinâmica da casa, quer em termos decorativos, quer no que diz respeito à facilidade de circulação. 

Nestes móveis, pode arrumar sapatos, guarda-chuvas, chapéus, chaves, cartas importantes, entre outras coisas. Mobiliário na entrada pode ser também ideal para arrumar o que não lhe cabe nas restantes divisões da casa.

Espaço para sapatos

Corredores e halls de entrada  por Anna Clark Interiors
Anna Clark Interiors

Яркая индивидуальность в типовой квартире

Anna Clark Interiors

Se vive no norte da Europa, sabe que ver um móvel para sapatos à entrada da casa não é novidade. Se não vive, então adopte o costume porque, de facto, deixando o calçado à porta mal chega a casa, poupa o seu soalho a riscos e a sujidade. 

Assim sendo, a existência de um armário/prateleira para guardar os seus sapatos é essencial. Pode escolher uma peça aberta – como uma prateleira – ou, se, por razões estéticas, preferir que não fique tudo exposto, opte por uma peça fechada com portas e gavetas. 

Tudo depende daquilo que quer mostrar e do aspecto que quer dar ao hall. Armários simples em termos de forma e linhas funcionam sempre bem na decoração e são os mais pragmáticos em termos de arrumação. Tenha em conta o espaço do hall, a quantidade de sapatos que pretende guardar e a organização porque um espaço próprio para arrumar sapatos é uma boa ideia, mas ninguém vai gostar de os ver descasados ou espalhados pelo chão. 

Cabides e ganchos

Corredores e halls de entrada  por IK-architects
IK-architects

KEFIR HOME

IK-architects

Entrar numa casa e ficar com o casaco na mão por não ter onde o colocar é algo constrangedor para um convidado. Seja qual for o estilo da sua casa e do seu hall de entrada, a utilização de cabides é uma obrigação. O cabide não vai, por certo, prejudicar a sua decoração e,  para além disso, assumirá uma função prática essencial para o seu dia-a-dia.

Tenha em conta os seus gostos e a linguagem decorativa da sua casa e procure cabides e bengaleiros que correspondam. Pode aventurar-se, arregaçar as mangas e fazer uma coisa inovadora. Vá a uma loja de decoração, compre puxadores para gavetas, mas redefina-lhes o propósito e use-os na parede para pendurar roupas e acessórios. Um de cada cor, um de cada formato, pendurados em fileira ou assimetricamente. A escolha é sua. Neste caso, mais que uma função prática, os seus cabides assumirão um papel estético original. 

Espelhos ou molduras

Um espelho ou uma moldura são objectos que dão sempre um toque de sofisticação a qualquer decoração. E existem em tantas formas e materiais que não será difícil encontrar aquilo de que precisa ou até jogar com várias peças de diferentes formas e cores. 

Crie jogos de luz através da superficies reflectoras dos espelhos e torne o espaço do seu hall mais luminoso e refinado. Dê-lhe mais vida e, no caso de se tratar de um espaço reduzido, aproveite para o fazer parecer maior. Use as molduras e os espelhos para criar padrões de luz, formas e cores nas paredes de sua casa. 

Tire partido das molduras para homenagear aqueles de quem mais gosta, para recordar as suas viagens ou simplesmente para abrigarem ilustrações ou frases que o inspiram escritas numa tipografia interessante. 

Um espelho e uma moldura são objectos que encaixam bem em qualquer decoração. No fundo, a utilização de um espelho serve sempre para elevar a decoração e uma moldura para a personalizar o que tem particular importância num espaço como o da entrada que, muitas vezes, deixamos entregue ao acaso.

Inspire-se na composição que vê na imagem – proposta da Prego sem Estopa by Ana Cordeiro – onde um espelho com uma moldura reminiscente dos raios de sol se encontra suspensa sobre um aparador onde não objectos decorativos. As cerejas no topo do bolo são, sem dúvida, a poltrona e a otomana. Bonitas e práticas para o tira e põe de calçado ou de roupa.

Bicicleta

Sala de estar  por Sonntagsstaat
Sonntagsstaat

Bike Valet

Sonntagsstaat

Em países a norte da Europa, a bicicleta é um meio de locomoção essencial ao dia-a-dia. Todavia, mais do que um meio de transporte, o uso da bicicleta tornou-se num estilo de vida muito próprio e a bicicleta em si passou a ser como que uma amiga inseparável. Em Portugal, o seu uso já se vai vendo com mais frequência, mas não é ainda tão generalizado como nestes locais. 

Porém, se a sua relação com a bicicleta também for essa, certamente que precisa de um espaço para a guardar, sabendo que ela está em segurança, livre do mau tempo e que nada lhe vai acontecer. Pois então, por que não levá-la para dentro de casa e até fazer dela um objecto decorativo? O hall de entrada é, por uma questão prática, o espaço perfeito para isso acontecer. Não se limite a atirar a bicicleta para um canto ou depositá-la numa despensa qualquer. Aproveite a decoração do seu hall e arranje uma forma diferente e interessante de a introduzir. A imagem que lhe mostramos é um exemplo perfeito disso. Nela, é evidente o aproveitamento de um móvel/estante com uma ranhura para suporte da bicicleta. Muito original e prático. E, para além disso, as rodas ficam bem longe do chão, mantendo-o impecavelmente limpo para a mãe ou namorada não terem que se zangar. 

O que achou das nossas sugestões? Ainda vê o hall como a divisão que não importa ou preferia tê-lo mais aprimorado? 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!