Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.: Quartos campestres por alma portuguesa

Um recorte do campo em plena cidade

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Aqui pela homify, percorremos o mundo em casas, sem sequer sair do lugar. Todavia, nada nos dá mais prazer do que mostrar projectos que estão mais perto de nós e, assim, também mais perto do nosso coração. Na verdade, o de hoje está tão perto que a cidade que nos recebe é a bela e luminosa Lisboa. Não foi o “pica do 7” que nos levou até lá, mas sim o gabinete de decoradores Alma Portuguesa. E o nome não engana. Nos projectos de design de ambientes e de remodelação levados a cabo por estes profissionais, sobressai a traça portuguesa que surge, todavia, reinterpretada e personalizada. Diríamos que só assim faz sentido para quem é criativo.

Não pense, porém, que vai encontrar o Galo de Barcelos sobre o naperon empoeirado. A história e herança cultural portuguesas, os materiais, as pinturas e o artesanato dialogam com o novo, com o conforto e com a funcionalidade de que já não abdicam as famílias modernas.

Entre outros, os clientes da Alma Portuguesa, integram empresas orientadas para o turismo e que, como tal, apreciam a partilha do que é ser português.

Hoje, apanhamos o 28 e vamos conhecer um espaço turístico dedicado ao short time rental, situado em S. Vicente, no centro histórico de Lisboa. E se acha que na agitada Lisboa não pode viajar até ao sossego campestre, desengane-se. 

Ora, veja lá.

​A suíte: um dos três quartos

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.: Quartos campestres por alma portuguesa
alma portuguesa

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.

alma portuguesa

Começamos pelos quartos. Esta casa tem três. No piso superior, encontramos a suíte com uma cama antiga à qual foi dado um novo acabamento com uma pintura em decapé. A cor escolhida foi o cinza claro que cria um contraste neste espaço de revestimento branco marmóreo. A acompanhar a cama de casal está uma mesa de cabeceira, também ela pintada em decapé, mas em branco, tal como as paredes.

É a primeira fotografia, mas já pode retirar daqui uma ideia: se tem uma peça em casa à qual pretende dar um ar envelhecido, aplique a técnica da pintura em decapé e crie um ambiente de natureza shabby chic como o que define este quarto.

​Ainda a suíte: o canto das vaidades

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.: Quartos campestres por alma portuguesa
alma portuguesa

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.

alma portuguesa

A suíte, generosa em termos de espaço, permitiu ainda a colocação de um toucador, ao lado da escada, que não passa despercebido com o seu tom azulão. Em termos cromáticos, é a peça que mais sobressai na divisão, embora se harmonize na perfeição com a cama e a mesa de cabeceira. Repare no detalhe da otomana e dos pormenores campestres como o cesto com flores e as gaiolas antigas a abrigar velas.

​Segundo quarto: a portada que virou cabeceira de cama

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.: Quartos campestres por alma portuguesa
alma portuguesa

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.

alma portuguesa

É isso mesmo. A cabeceira desta cama mais não é do que uma antiga portada. Quão criativa e engenhosa é esta ideia? Ao reciclar a portada, criou-se uma cabeceira totalmente singular e original. Esta é uma ideia de DIY (Do It Yourself) que pode executar aí em casa.

Embora pequeno, o quarto beneficia de uma ampla superfície envidraçada que o abre para o exterior. É a partir desta janela que entra toda a luz natural que cria a atmosfera clara e fresca da divisão.

​Segundo quarto: para grandes males, grandes remédios

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.: Quartos campestres por alma portuguesa
alma portuguesa

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.

alma portuguesa

A falta de espaço traz-nos sempre desafios. Como podemos transpor o problema? Acreditamos que recorrer a profissionais faz toda a diferença. Veja como, neste quarto, se improvisou um cabide suspenso. Duas traves vigorosas, quatro cordas e dois cestos servem para os hóspedes organizarem as suas roupas durante a estadia. Um pormenor improvável que nos faz sorrir.

​Terceiro quarto, duas camas

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.: Quartos campestres por alma portuguesa
alma portuguesa

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.

alma portuguesa

Terminamos a visita aos quartos num quarto pequeno de duas camas interrompido por uma pequena janela indiscreta. O branco e a luz que abunda em toda a casa trazem-lhe uma sensação de amplitude, fazendo-o parecer maior do que aquilo que realmente é. A decoração mantém-se coerente e o mobiliário vintage adorna este convidativo espaço com doces notas de lavanda presentes nas almofadas.

​Núcleo social: sala enquanto alma do espaço

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.: Salas de estar campestres por alma portuguesa
alma portuguesa

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.

alma portuguesa

Segundo os próprios decoradores, “a sala é a alma do espaço”. Será essa então a razão pela qual aqui nos afastamos dos tons mais claros e somos saudados por cores mais vibrantes e alegres, como também é alegre o ambiente no campo. Referimo-nos, sobretudo, aos ornamentos, que emprestam ritmo à parede, e ao sofá azul petróleo. Note-se que se nos quartos se podem privilegiar tons mais doces que convidem ao repouso, a sala, como núcleo social que é, dá azo a opções cromáticas mais expressivas.

​Área de refeições: cabe sempre mais um

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.: Salas de jantar campestres por alma portuguesa
alma portuguesa

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.

alma portuguesa

A mesa destinada às refeições tem seis lugares, embora nos pareça que nela caberá sempre mais um ou outro. Foram escolhidas, para a mesa, cadeiras de vários modelos. No centro e como que a repetir as cores da decoração das paredes está uma jarra com flores secas. A acompanhar a mesa, sob o comprido, está um aparador com portas de vidro e relevo em flores pintado a branco decapé.

​Recuperar para não alienar a essência dos espaços

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.: Casas campestres por alma portuguesa
alma portuguesa

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.

alma portuguesa

Não podíamos deixar de incluir no nosso livro de ideias os painéis com pedra antiga que propiciam um ar mais histórico – e pleno de estórias – ao ambiente. Estes dois painéis na parede são como que duas janelas para o passado.

​Uma área funcional para terminar

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.: Cozinhas campestres por alma portuguesa
alma portuguesa

Um apartamento com um toque descontraído de campo em plena cidade.

alma portuguesa

Terminamos com a cozinha que se quis moderna e funcional. A divisão é, essencialmente, estreita pelo que os armários e balcão se encontram apenas de um dos lados, dispostos linearmente. Houve, ainda, espaço para um aparador antigo que leva o estilo decorativo da casa até à cozinha.

Para mais detalhes sobre este projecto, entre em contacto directo com os profissionais do gabinete Alma Portuguesa. 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!