Casa campestre com interiores de sonho

Solicitar cotação

Número incorreto. Por favor verifique o indicativo do país, da cidade ou número de telefone.
Ao clicar 'Enviar' eu confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação seja processada para responder a um pedido.
Nota: Poderá anular o seu consentimento enviando email para privacy@homify.com com efeito futuro.

Casa campestre com interiores de sonho

Mariana Caldeira Mariana Caldeira
Casas  por Studio Athesis, Campestre
Loading admin actions …

O projeto que lhe apresenta-mos hoje integra-se numa propriedade de dezoito hectares situada numa província da cidade Italiana de Verona. Desenvolvido pela equipa de arquitecto do STUDIO ATHESIS, o projeto resulta da transformação de um antigo edifício de apoio aos serviços agrícolas num novo espaço dedicado ao turismo. 

Se gosta de se integrar verdadeiramente na cultura de cada país que visita então este é o sitio ideal para si. Venha connosco e descubra como se transforma meia dúzia de ruínas numa experiência turística única

Contexto

Embora o edifício se encontrasse bastante fragilizado pela acção do tempo, os arquitetos optaram por manter a sua identidade arquitectónica num trabalho que procurou sobretudo requalificar e valorizar as suas características originais. Além desta vontade de preservar a memória do lugar, o projeto foi ainda influenciado pela paisagem natural que o envolve marcada pela presença de oliveiras, bosques prados e o belíssimo Lago di Garda

Programa

A volumetria do edifício é composta pela aglutinação de dois paralelepípedos que integram na sua charneira uma caixa de escadas responsável pela circulação vertical entre os três pisos. A distribuição do programa foi feita através duma separação dos espaços mais públicos das áreas que pressupõem um maior grau de intimidade.O piso térreo é composto pela recepção, sala de leitura, sala de refeições, cozinha e ainda uma suíte especialmente desenhada para acomodar pessoas com mobilidade reduzida. No segundo piso encontram-se cinco suítes cada uma delas com a sua própria sala de estar de apoio ao quarto e casa de banho. Devido às limitações impostas pela cobertura de duas águas o último piso integra apenas duas suítes. 

Janelas

Sendo que o sistema de vistas seguiu o desenho original das fachadas, foi a organização interna das diferentes divisões que fundamentou as relações estabelecidas entre o exterior e o interior. As janelas construídas através de sistemas tradicionais permitem enquadrar vistas particularmente interessantes do lago ou de determinados locais da propriedade.

Materiais

Ao contrário da maioria dos projetos de recuperação, não houve uma vontade de contrapor a arquitectura histórica com uma nova dimensão contemporânea. Sendo assim foram utilizados em todos os elementos estruturais ou decorativos materiais próprios da construção tradicional italiana. Enquanto nos pavimentos das suítes e alguns detalhes (janelas e portas) foi utilizada a madeira, nas divisões mais públicas foi utilizado o cimento revestido por pigmentos de origem natural como a cal e o óxido de ferro.

Interiores

A decoração dos espaços interiores caracteriza-se pela escolha de mobília rústica de carácter intemporal. A sala de leitura é marcada pela tentativa de tornar o espaço confortável com a incorporação de elementos coloridos que garantem uma atmosfera mais descontraída à divisão 

Sala de refeições

Na sala de refeições a linguagem preconizada é exatamente a mesma, a equipa de arquitectos optou pela integração de elementos que apesar de muito simples são extremamente eficazes.

Suítes

O resultado interior das suítes é especialmente interessante por se ter conseguido incorporar todos os confortos atuais sem comprometer o sua atmosfera tradicional. É de facto impossível identificar a decoração destes espaço como típica de alguma época histórica.

Exterior

Os espaços exteriores foram igualmente cuidados de forma permitir que os hóspedes desfrutem da envolvente na sua totalidade. Cada canto da propriedade foi equipado com mesas, sofás, cadeiras e candeeiros capazes de criar espaços de descontração muito agradáveis. Como não podia deixar de ser numa região abençoada por dias quentes de verão, foi também construída uma piscina que posicionando-se em frente ao lago assume-se como um prolongamento deste elemento natural.

Recuperar

O mais interessante deste projeto é vontade de recuperar a memória do lugar e das antigas casas de campo italianas prescindindo de qualquer capricho arquitectónico. É absolutamente incrível a capacidade da equipa de arquitectos de apreender a atmosfera do espaço a partir de meia dúzia de ruínas. O resultado é um espaço despretensioso que consegue através da sua simplicidade proporcionar experiências turísticas únicas.

Conte-nos a sua opinião. Também ficou com vontade de ir passar umas férias aqui? 
Casas  por Casas inHAUS, Moderno

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!