Antes e depois – Chalé das 3 esquinas

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

O artigo que preparámos para si, vai dar-lhe a conhecer o projecto Chalé das Três Esquinas no qual poderá observar as alterações significativas que sofreu com o projecto de remodelação – antes e depois. Não é à toa que foi premiado com um dos melhores edifícios do ano de 2014 na categoria de restauro e requalificação.

Antes de começarmos a descrever como era este chalé e no que se transformou, vamos apenas localiza-lo e dizer-lhe quem é Tiago do Vale. Antes de mais é arquitecto português, o que nos enche de orgulho devido à qualidade do projecto que lhe iremos de seguida mostrar! Tiago é um jovem arquitecto que estabeleceu a sua prática profissional a norte do nosso País. Depois de adquirir licenciatura em Arquitectura e se tornar mestre pela Universidade de Coimbra – em 2008 decidiu abrir o seu próprio atelier. A estética das suas obras, sejam elas públicas ou privadas, destacam-se sempre pela simplicidade e delicadeza que imprime em cada projecto. Já chega de apresentações! Vamos mostrar-lhe já já, um conjunto de fotografias que o vão fazer ficar de boca aberta! Muito profissionalismo e acima de tudo, muito bom gosto!

Antes – fachada principal

Chalé das Três Esquinas:   por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

O chalé das três esquinas é um edifício que fica situado no coração das muralhas romanas e medievais de Braga.

A identidade do edifício, no entanto, perdeu-se ao longo de muitos anos de pequenas intervenções não qualificadas. Ainda assim, a fachada apresenta qualidades inerentes que ajudaram à reconstrução e remodelação. A traça original tem carisma e tem força implícita para se tornar em algo funcional e especial. Pois os pormenores existentes são as características que serão mantidas, valorizadas e eternizadas no tempo.

Antes – fachada posterior

Chalé das Três Esquinas:   por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

Nesta fotografia apercebemo-nos bem da falta de estrutura da casa e dos acrescentos sem sentido que foram feitos com o passar dos anos. Os vãos de janelas na parte posterior da casa não correspondem à mesma linguagem da fachada principal. Estas são quadradas e não apresentam na parte superior a forma em bico, tal como não têm a moldura em granito presente nas janelas frontais. Nota-se claramente, que a fachada posterior foi desvalorizada em termos de arquitectura em relação à principal.

Antes – quarto

Chalé das Três Esquinas:   por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

No piso mais elevado, esta divisão de tectos esconsos tem uma janela de duas folhas que deixa entrar luz natural iluminando todo o espaço. Posteriormente, esta divisão será transformada num quarto que parecerá ter o dobro do tamanho.

Antes – casa de banho e vão de escadas

Chalé das Três Esquinas:   por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

A casa de banho era de reduzidas dimensões e o mobiliário sanitário apresentado era antigo e antiquado não satisfazendo as necessidades contemporâneas necessárias. O vão de escadas que faz a ligação a todos os andares, era escuro e apensas necessitava de ser tratado e mantido.

Depois .. Fachada principal

Chalé das Três Esquinas: Casas ecléticas por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

O projecto desta casa previu essencialmente uma restauração fidedigna da traça original, cumprindo os valores arquitectónicos subjacentes à tipologia original. O volume total, na verdade, era constituído por 3 casas exactamente iguais que no seu conjunto formavam o tal Chalé, daí o nome – Chalé das 3 Esquinas!

Um palacete do final do século XIX que resultou do movimento sócio-cultural dos portugueses. Quando estes emigraram para o Brasil à procura de uma vida melhor e que regressavam a Portugal com grandes fortunas e construíam palacetes, onde era visível o seu carácter ostensivo e colonial. 

A cor azul céu a fugir para o turquesa valoriza e não deixa indeferente esta fachada.

Fachada posterior

Chalé das Três Esquinas: Casas ecléticas por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

As suas fachada foram ligeiramente alteradas com a aquisição de novas caixilharias e estores exteriores – modernos e em alumínio.

O objectivo do projecto foi, clarificar os espaços e funções do edifício, adequando-o às formas de viver contemporâneas. Seguindo essa estratégia, a glória inicial da fachada foi recuperada. No interior recuperou-se a distribuição espacial e funcional, preservando-se as escadas, o soalho em madeira, assim como a estrutura da cobertura do telhado.

Último piso

Chalé das Três Esquinas: Quartos ecléticos por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

Subindo os últimos e estreitos lances de escadas, chega-se à zona de dormir, espaço onde o protagonismo é entregue à cobertura, cujo sistema construtivo é mantido aparente, embora pintado de branco, conferindo amplitude e transmitindo uma atmosfera calma e serena. O soalho em madeira foi tratado com os produtos apropriados e mantido na sua cor natural, a qual já estava perdida e esquecida entre sujidade e o passar dos anos.

O corrimão foi mantido e  lacado a branco, ajudando a fazer a  ligação entre o soalha e as paredes. O seu trabalhado contrasta na perfeição com as linhas rectas das vigas do tecto e no estilo moderno contemporâneo que foi aplicado em todo o projecto. Foi aplicada um janela de tecto, tipo velux, para ajudar a ventilar o espaço e para a entrada de  luz natural.

Suite

Chalé das Três Esquinas: Quartos ecléticos por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

O corredor da fotografia que mostrámos em cima corresponde ao acesso ao quarto num dos lados e do outro um closet com apoio de casa de banho. Como referi anteriormente, esta divisão ganhou amplitude e parece bem maior do que era a original. As vigas originais do tecto foram mantidas e outras mais foram colocadas para criar esta linguagem de palheiro e de estrutura à vista. O vidro que serve de guarda impede de deixar a divisão aberta para as escadas mas por ser vidro, consegue quase que não se ver e deixar o espaço amplo.

Temos de frisar ainda, que este edifício serve de habitação nos pisos superiores e que no piso térreo serve de local de trabalho – atelier de arquitectura. 

Visão geral do piso superior

Chalé das Três Esquinas: Closets ecléticos por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

Do outro lado da caixa de escadas situa-se um quarto de vestir, apoiado por uma instalação sanitária. O tema visual da casa é a cor branca, sistematicamente repetida nas paredes, tectos, carpintarias e mármore. O quarto de vestir é a surpresa no topo do edifício. 

Closet

Chalé das Três Esquinas: Closets ecléticos por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

O quarto de vestir/closet, é a surpresa no topo do edifício. Tanto o piso como o sistema construtivo da cobertura apresentam-se na sua cor natural as portas dos armários que constituem todo o seu perímetro são construídas no mesmo material. O quarto de vestir apresenta-se, assim, como uma pequena caixa de madeira, contrapondo a caixa branca do prédio e sendo contraposta pela pequena caixa de mármore da casa de banho.

Casa de banho

Chalé das Três Esquinas: Casas de banho ecléticas por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

Em mármore no chão e nas paredes a instalação sanitária muda completamente de figura com a aquisição de mobiliário de linhas modernas. O espelho de grandes dimensões – de topo a topo – ajuda significativamente a aumentar visualmente o espaço.

O constraste

Chalé das Três Esquinas: Salas de jantar ecléticas por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

O primeiro piso reservou-se para as zonas sociais da habitação, como sala e cozinha. A caixa de escadas, definiu os perímetros da sala e cozinha, mantendo-se uma planta aberta e iluminada ao longo de todo o dia, com luz de Nascente pela cozinha, superior pela caixa de escadas e de Poente pela sala.

Os dois candeeiros iguais de forma moderna e cor arrojada, contrastam lindamente com a linguagem adaptada em toda a habitação. A mesa foi construída a partir de uma porta antiga, ganhando nova vida com a simples colocação de pés de inox.

O acesso

Chalé das Três Esquinas: Corredores e halls de entrada  por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

O projecto procurou encontrar um ponto de equilíbrio entre a arquitectura original do edifício e a arquitectura contemporânea. Apesar das múltiplas alterações arquitectónicas que o edifício sofreu ao longos dos anos, Tiago conseguiu recuperar elementos antigos da sua arquitectura e manter todas as características intactas.

O único elemento novo que foi acrescentado, foi a caixa de escadas que rompe o edifício todo com um grande jarro de luz, essa mesma, que o arquitecto quis que tivesse grande importância na recuperação do projecto.

Cozinha

Chalé das Três Esquinas: Cozinhas ecléticas por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

cozinha tem acesso directo à sala, pois não existem portas a fechar as divisões. O piso em soalho foi também mantido na zona de confecção de refeições e apenas uma ilha com os electrodomésticos mais modernos foi aplicada. Existe ainda uma mesa redonda com cadeiras transparentes que apoiam e permitem fazer refeições sentadas.

2 funções num espaço só

Chalé das Três Esquinas: Escritórios e Espaços de trabalho  por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

Como já referimos anteriormente, o projecto previu a instalação de um atelier de arquitectura no rés-do-chão (o do próprio arquitecto) e nos pisos superiores, a habitação. Tal como o projecto original, que inicialmente englobava nos andares superiores o espaço habitacional e no rés-do-chão, um espaço para comércio.

Em relação aos materiais, destaca-se a aplicação de mármore, de vidro e de madeiras, aliados a espaços luminosos e de cor branca.

Pormenores

Chalé das Três Esquinas: Janelas   por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

Os pormenores não foram esquecidos,e a com a necessidade de colocar uma caixa de correio na fachada principal, esta foi colocada num sitio estratégico para não dar muito nas vistas. O sitio escolhido foi sob a janela. Uma caixa de cor cinzenta que combina na perfeição com a estrutura das janelas, exactamente no mesmo tom, faz as delicias de qualquer pessoas sensivel aos detalhes e aos pormenores.

É de louvar este projecto de requalificação, concorda?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!