O antes e o depois: uma fábrica transformada em loft

Rita Gouveia (homify) Rita Gouveia (homify)
Google+
Loading admin actions …

Poucas pessoas são capazes de imaginar um projecto tão apelativo como o que mostramos neste livro de ideias: a conversão de uma antiga fábrica num loft urbano. Uma imaginação audaz e uma grande visão espacial, foram as principais linhas de força que arquitecta Barbara Sterkers aplicou neste projecto de um loft contemporâneo. A distribuição espacial em plano aberto e a insuficiente entrada de luz, foram os principais problemas decorrentes deste projecto. Não obstante, o resultado obtido foi o de um sensacional loft contemporâneo repleto de luz e espaço.  

Na selecção que fizemos em baixo para si poderá ver em maior detalhe as várias fases destes projecto. Ver parar crer!

Ponto de partida

Qualquer pessoa alheia ao mundo da Arquitectura,  do Design e da decoração  ficará facilmente impressionada com o potencial deste espaço. Alto, negligenciado, sujo e com uma forma não convencional. No entanto, a família que  o comprou tinha uma ideia muito clara para o seu novo uso: transformar uma abandonada fábrica numa casa de uso contemporâneo. Nesta imagem vemos como estava a fábrica antes da nova intervenção arquitectónica, e a área na qual se iria implantar a zona de estar.

Problemática

O primeiro problema que surgiu neste projecto torna-se mais evidente nesta imagem: 130 metros quadrados divididos em dois andares, incluindo mezzanine, iluminados apenas pela janela horizontal que vemos ao fundo da imagem. A forma do espaço, mais alongado e com pouca largura, dificultava a entrada de luz natural, especialmente se tivermos em conta que apenas uma das suas fachadas está virada para o exterior; orientada face à luz solar. Tais características dificultaram a distribuição espacial que tinha de ser o mais ampla possível evitando espaços demasiado fechados, escuros e sem quaisquer vistas.

O agora

Vemos agora as imagens do resultado final: a antiga fábrica tornou-se num loft moderno. É possível analisar aqui as intervenções: os azulejos da parede foram substituídos por um gesso branco, uma tonalidade que traz mais luz ao espaço; a antiga escada foi removida; a moldura da janela foi substituída por uma mais moderna e em cor negra; foram escolhidas peças de mobiliário moderno e substituída a antiga estrutura do sótão.

Cozinha num open space

O programa residencial distribui-se em duas cotas que respeitam o projecto original do edifício. No rés-do-chão encontramos as áreas comuns, onde estão inseridas a sala de estar, a sala de jantar e a cozinha, coabitando todas numa mesma área. Foi ainda acrescentado um novo volume neste andar, como vemos na fotografia no lado direito, que serviu para fazer algumas separações entre ambientes e momentos, mas que se quis translúcido de forma a que a luz natural penetrasse na casa, sem contudo se perder a privacidade.

Os quartos

Os quartos encontram-se no piso superior e apesar de não terem janelas para o exterior, estão suspensos no mezzanine recebendo assim luz directa da janela horizontal do rés-do-chão. Foram ainda adicionados outros elementos arquitectónicos para reforçar a estrutura do edifício, em conformidade com os caixilhos das janelas do piso térreo.

Mais luz

Nesta última foto, vemos a solução construtiva adoptada de forma a que se conseguisse obter mais luz em casa. Foi por isso aberta uma clarabóia que se relaciona com a janela pré-existente. Assim a entrada de luz natural é feita duplamente e com duas direcções.

O que lhe pareceu este projecto? Deixe-nos saber a sua opinião. 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!