Corredores e halls de entrada  por Espaço do Traço arquitetura

15 formas de tornar o seu corredor maior e mais luminoso

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

É comum as pessoas não saberem ao certo como decorar os corredores e torná-los plenamente funcionais. Afinal de contas, são áreas de passagem, muitas vezes mal ventiladas, mal iluminadas e sem ornamentação própria. Por estes e outros motivos, é um desafio decorar este espaço, não acha? A pensar nisso, trazemos-lhe este livro de ideias no qual lhe deixamos 15 maneiras para tornar o seu corredor maior e mais luminoso. Tome nota dos métodos que lhe propomos.

​Método 1: optar por candeeiros que projectem luz para o tecto e para as esquinas

Quando há pouco espaço e quase nenhuma iluminação, quanto menos elementos estiverem presentes no corredor, melhor. Os pontos de luz, no tecto ou suspensos na parede, são as formas mais comuns de iluminar o espaço. Na imagem, por exemplo, as luzes estão ocultas e providenciam uma iluminação indirecta muito subtil.

​Método 2: substituir paredes por grelhas

Corredores e halls de entrada  por FGO Arquitectura
FGO Arquitectura

Acceso Peatonal

FGO Arquitectura

Esta ideia é boa para os corredores que se encontram no pátio, no terraço ou perto da entrada da casa. O objetivo é remover paredes ou muros e colocar, no seu lugar, estruturas tipo grelha que permitam, de modo parcial, a entrada de luz natural.

​Método 3: ter uma superfície espelhada

A presença de vidro ou espelhos no corredor assegura que a luz, por muito escassa que seja, reflicta, criando um ambiente muito mais bem iluminado. Mas, não é só isso. Estas superfícies também ajudam a que, mediante o reflexo, o espaço pareça ampliado. A forma como o material espelhado vai estar presente será determinada por si. Pode ser como mesa, como adorno ou na parede.

​Método 4: uso de cores vibrantes

Quando se fala de cores que tornem um espaço mais amplo e iluminado, os tons creme e o branco afiguram-se como as principais alternativas. Contudo, convém sublinhas que estes não são os únicos tons disponíveis. As cores intensas e vibrantes são bem-vindas e irradiam muita luz.

​Método 5: a presença do branco

Como já mencionado, para um lugar pequeno e fechado, nada melhor do que o branco para as paredes e o tecto. Não há cor melhor para oferecer uma sensação de amplitude e de luz.

​Método 6: uso de barreiras temporárias

Outra boa forma para evitar que os corredores não sejam sempre estreitos e escuros é aniquilando a presença permanente das paredes que os delimitam. Para tal, substitua-as por portas de correr, por exemplo.

​Método 7: usar a transparência!

Se não tem problemas em sacrificar um pouco a sua intimidade, o uso de vidro é um método formidável pois, durante o dia, não necessitará de luz artificial para iluminar o corredor e o facto de o vidro desaparecer no espaço, fará com que este cresça visualmente.

​Método 8: iluminar de modo criativo

A ideia mais fácil para encher de luz o corredor é colocando luzes no tecto. Mas, em função da decoração, pode gerar métodos mais criativos com os quais não só se ilumina, como também se dá mais personalidade ao espaço, o que faz, inclusivamente, com que se preste menos atenção ao seu reduzido tamanho.

​Método 9: luz num objecto concreto

Outro modo de da luz ao corredor consiste em identificar quais são os elementos que o conformam e seleccionar aquele que tem maior protagonismo ou tamanho já que, ao iluminá-lo, se está a dar luz a toda a área.

​Método 10: uso de candeeiros baixos

Corredores e halls de entrada  por ESTUDIO TANGUMA
ESTUDIO TANGUMA

EMMA NORTE 2

ESTUDIO TANGUMA

Para um corredor com tectos altos, que pode ter um ambiente demasiado frio, aposte em candeeiros suspensos com fios compridos que desemboquem no chão e dêem profundidade e uma sensação vertiginosa ao espaço. Para além da vertente funcional que lhes está inerente, são ainda tendência.

​Método 11: poucos e pequenos adornos

Corredores e halls de entrada  por aaestudio
aaestudio

Pasillo

aaestudio

Quantos menos adornos tiver e quanto mais pequenos forem, mais espaço terá disponível no seu corredor. Além disso, a sua discreta presença e reduzidas dimensões farão com que a luz inunde a área.

​Método 12: uso de luz difusa

A luz difusa é uma grande aliada para iluminar o corredor da forma mais uniforme possível. Isto acontece porque não há nenhum feixe de luz que marque certas áreas e oculte outras pelo que também não há sombras a reduzir a dimensão real dos espaços.

​Método 13: contar com um tecto aberto

Contar com aberturas abertas no tecto é um mais um método para permitir a entrada de luz solar e, como tal, a poupança energética durante, pelo menos, metade do dia.

​Método 14: uso de janelas

Se o seu corredor tem, um dos seus lados, contíguo ao exterior, então abra essa superfície com generosas janelas para deixar entrar a luz e contar com um panorama aberto que contagie a área e elimine a sua escuridão e exiguidade.

​Método 15: colocação de uma cúpula no tecto

Não podíamos deixar de mencionar a ideia de uma cúpula no tecto para deixar entrar luz e abrir a área.

Qual destes corredores mais gostou? Vai pôr em prática alguma destas ideias?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!