Jardins verticais: o futuro passa por eles!

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Patrick Blanc. É este o nome da pessoa por detrás do jardim vertical, esta inovação fantástica no que à jardinagem diz respeito, que veio aproximar-nos da natureza, estreitar o espaço que dela nos separa. Numa entrevista ao Wall Street Journal, Patrick explicou que, aos oito anos, tinha em casa um aquário cheio de peixes tropicais o que estimulou o seu interesse por ecossistemas. Aos 13, leu numa revista alemã que a melhor forma de purificar a água de um aquário era colocar raízes de plantas lá dentro. A ideia original era a de filtrar a água, mas intrigou-o o facto de ver as plantas a crescer sem ser necessária terra. Criou, assim, o seu primeiro jardim vertical dentro do próprio quarto aos 18 anos e era através de uma bomba do aquário que o irrigava. Hoje em dia, é precisamente esse princípio de rega que aplica nas paredes verdes que cria. O sucesso foi tanto que, ao longo da carreira, já desenhou mais de 300 jardins verticais, um dos quais tem 160 metros de altura e 450 espécies de plantas. Para Patrick, revestir uma parede de plantas é torná-la poética. 

Cientes do impacto que podem ter no bem-estar de uma cidade e de uma casa, deixamos-lhe, no artigo de hoje, dez imagens concernentes a jardins verticais. Estamos certos de que assumem um papel fulcral no combate à progressiva degradação do meio ambiente e que o futuro passará cada vez mais pela instalação dos mesmos. 

Venha connosco ver algumas ideias. Umas mais imponentes, outras simples. 

No exterior também vale

Jardim  por Ece Botanik
Ece Botanik

Sancaktepe

Ece Botanik

A urbanização é um processo social e físico em rápido desenvolvimento. A destruição da natureza é um fatal resultado desse processo e, em grandes cidades, a diminuição de espaços verdes é evidente. A pensar nisso, a marca turca Eksen Peyzaj projecta jardins verticais que vistam paredes cinzentas e frias. É uma nova solução que não só embeleza a cidade, como também torna o ar mais respirável. Neste sentido de desenvolvimento sustentável, são aplicadas plantas nas paredes que ajudam a uma regulação microclimática e proporcionam isolamento térmico. Adeus cinzento. Olá, mundo dividido entre verde e azul! Quão bom era se todas as cidades fossem aí?

Para um momento de dolce fare niente

Casa de banho  por Evergreen Trees & Shrubs
Evergreen Trees & Shrubs

Artificial Green Wall in bathroom

Evergreen Trees & Shrubs

Um spa em casa? Um banho de imersão tranquilo com vista para a “floresta” ainda que, da janela, se veja a “selva de betão”? É possível. Se a sua ideia é decorar uma casa de banho idílica, por que não recorrer a um jardim vertical para obter a sensação de paz e de escape que a natureza tão bem proporciona? Inspire-se na imagem desta casa de banho rústica em que elementos campestres ganham ainda mais relevância com a aplicação deste jardim vertical.

Natureza emoldurada

Arte  por Living Interiors UK
Living Interiors UK

Teak Horizontal Vertical Garden

Living Interiors UK

À primeira vista parece que as plantas, ao crescer, desbravaram caminho por uma janela, alcançando o interior da casa. Essa ilusão é intencional e na imagem vemos uma proposta da britânica Living Interiors que mais não é do que um quadro com vida. A este quadro pode personalizá-lo. Se preferir, compra apenas a moldura – pode pedir para fazer num tamanho específico – que contém bolsos de feltro já com terra dentro dos quais é possível colocar as plantas de que mais gosta. Pode usar em qualquer divisão da casa, inclusivamente numa varanda de apartamento onde não há espaço para plantar vegetação.

Uma sala orgânica

Ainda inspirados neste conceito de “emoldurar a natureza”, deixamos-lhe esta fotografia da Sundar Italia que traz um bocadinho de verde a quem mora na cidade, estimulando, assim, a relação entre indivíduo e meio ambiente. A aplicação deste jardim vertical empresta elegância, frescura e vitalidade à sala. Os pontos de luz surgem enquanto fonte de calor e valorizam este quadro verde à noite. Uma maneira bonita e original de oxigenar a sua casa.

Um em cima do outro. Salvo seja!

  por Woolly Pocket
Woolly Pocket

NEW Living Wall Planter

Woolly Pocket

E porque a verticalidade não tem, necessariamente, que ser conseguida por via de um painel suspenso na parede, pode considerar pendurar os seus vasos ou canteiros tal como vê na imagem conseguindo, assim também, a percepção de altura em detrimento de horizontalidade. É um detalhe interessante, sobretudo no que toca a decorar espaços pequenos onde se deve coordenar os objectos de modo a que os nossos olhos se desviem para cima e não para baixo reduzindo, assim, a percepção de que o espaço é exíguo.

O terraço perfeito

Varanda, marquise e terraço  por Biotecture
Biotecture

RIBA Roof Terrace, Portland Place

Biotecture

A ideia mantém-se: como revestir de verde um espaço exterior pequeno? Pensando na vertical, pois claro. A parede branca, vazia e desinteressante pode ser a tela perfeita para lá construirmos o nosso jardim com as mais belas plantas a servir de pano de fundo a uma confortável zona em jeito de lounge para reunirmos amigos e família. No caso da imagem, trata-se de um rooftop em Portland projectado pela Biotecture que aposta em sistemas flexíveis e modulares para transformar uma atmosfera. A marca tem instalado jardins verticais em vários e distintos contextos, desde campus universitários, outlets, restaurantes, empresas, hotéis a casas privadas.

Labirintos

Salas de estar modernas por Dotto Francesco consulting Green
Dotto Francesco consulting Green

Living Room, parete in verde stabilizzato.

Dotto Francesco consulting Green

Este jardim, também ele de orientação vertical, evidencia-se pelo desenho labiríntico que as plantas formam na parede. Ainda que se trate de uma sala de estar, enquadrar-se-ia em pleno num jardim de Inverno ou num espaço exterior pequeno. Num recanto como este desfruta da natureza e do conforto proporcionado pelo moderno sofá em “L”.

Um recorte pitoresco dentro da cidade

Jardins modernos por Alex Maguire Photography
Alex Maguire Photography

Luxury London penthouse

Alex Maguire Photography

Não raras são as vezes em que encontramos, nas cidades, prédios cujas traseiras estão frente a frente tendo apenas um pátio a separá-las. Para além de ser incómoda esta perda de privacidade, é também pouco agradável ir à janela e ver um cenário tão árido. Para colmatar esta inevitabilidade arquitectónica, sugerimos a colocação de um jardim vertical que não só torna o ambiente mais orgânico e fresco, como também proporciona às pessoas uma vista que não se resume a uma parede. Veja-se este exemplo, em Inglaterra, onde a parede aparece com centenas de vasos a revesti-la, criando um pequeno oásis em plena cidade.

Usar paletes ou ripas de madeira

O jardim vertical da imagem construiu-se com recurso a paletes de madeira, uma peça que consegue facilmente arranjar sem despender dinheiro. Se tiver jeito para trabalhos manuais pode, também, optar por tábuas de madeira com suporte para colocar os seus vasos. Uma das vantagens deste jardim vertical é a possibilidade de fazer o seu próprio desenho com as plantas, podendo, assim, criar um cenário mais personalizado.

Engarrafamento… no bom sentido!

Acabamos este artigo com um delicioso detalhe de uma ideia engarrafada! Numa loja com artigos de jardinagem deverá encontrar, sem problema, uma trama de madeira. Depois, é só encostá-la a uma parede e pendurar várias garrafas ou frascos em vidro para criar o efeito visual da imagem. Pode, por exemplo aproveitar as garrafas e os frascos vazios que tem casa e dar-lhes um novo propósito. Agora, imagine esta parede com uma ou duas flores em cada garrafa? Um sonho!

Gostaria de instalar um na sua casa? Qual das imagens o impressionou mais? 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!