Casas minimalistas por ARCHITEKT.LEMANSKI

Pequena e surpreendente, casa de 62 m² tem arquitectura incrível

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Como desenhar uma casa de maneira a ter os melhores resultados num terreno pequeno? Existe uma infinidade de respostas para essa pergunta, mas, na grande maioria das vezes, limitamo-nos a usar formas comuns, já usadas tantas vezes antes. Entretanto, o desejo de inovar, a vontade de não mais seguir as antigas regras pré-estabelecidas e, muito importante, a aprovação da ideia pelo cliente fez com que a firma de arquitectos Lemanski deixasse de lado qualquer forma residencial óbvia para criar uma verdadeira obra de arte na paisagem, que é também, surpreendentemente, uma linda habitação.

Os mais tradicionalistas podem estranhar este projecto à primeira vista. Porém, quando, de facto, se apropriarem da criação magnífica que aqui foi feita não há como negar a sua beleza e a eficiência do seu projecto arquitectónico. 

Venha connosco agora conhecer uma verdadeira obra de arte em forma de casa.

A fachada traseira da obra de arte

Mesmo com o seu ar mais tradicional, os fundos desta casa não deixam de surpreender. Um deck elevado garante a continuidade entre o interior da casa e a área exterior, à qual se acede física e visualmente por via da grande porta de vidro que ocupa toda a parede e oferece uma generosa iluminação natural ao interior.

O derretimento

Este é, possivelmente, o ângulo mais impressionante da casa. Trata-se da fachada, ou seja, do cartão de visita do imóvel que não deixa, com certeza, ninguém indiferente. O contraste forte entre o segundo piso e o primeiro deixa clara a divisão exterior e as luzes que podem ser vistas através das janelas acentuam ainda mais a curva. Um andar da casa derrete-se sobre o outro. Sensacional!

A continuidade entre as fachadas

Na imagem acima podemos percepcionar melhor a casa como um todo. Percebemos aqui que a fachada do fundo é a outra ponta do piso superior derretido que aparece na fachada principal. Este é um movimento maravilhoso da estrutura da casa que pode ser visto como uma grande escultura ao ar livre.

O interior da escultura

Não nos podemos esquecer: esta também é uma casa; e uma casa muito bem projectada onde os espaços pequenos são utilizados de maneira sábia. Na imagem, vemos a cozinha e um corredor, ao lado, sobre o qual já falaremos. Podemos ver como as principais actividades da cozinha se concentram numa única parede, sem dúvida um óptimo indício de que os espaços foram aproveitados com máxima eficiência neste ambiente.

Corredor ou escadaria?

Este é um ambiente muito incomum. Provavelmente, não se lembra de muitos assim, certo? Esta escada/corredor aproveita todo o espaço disponível unindo as duas funções numa só: conduz até um piso mais elevado e serve como corredor. A luz natural que entra pelas janelas muito bem posicionadas em alturas diferentes faz toda a diferença na madeira dos degraus e na branca parede.

O tecto inclinado

Como aproveitar espaços com tecto inclinado? Este é um desafio para qualquer arquitecto ou decorador, mas que aqui foi muito bem resolvido, pois os móveis baixos colocados na parte mais baixa encaixam ali perfeitamente, contrastando com os outros móveis maiores nesta sala de estar muito bem pensada e com os seus pequenos espaços completamente aproveitados.

Veja mais fotos deste projecto sensacional:

Um projecto que não nos deixa indiferentes. Não concorda? O que acha desta casa com formas enviesadas? 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!