Jardins modernos por Borges Arquitetura & Paisagismo

14 jardins pequenos para se inspirar e reproduzir em casa

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Já pensou em transformar em jardim os recantos, os espaços vazios e as entradas de sua casa? Para muitos, esses são espaços mortos, ou seja, sem uso, ocupados apenas por betão, pedra ou relva. Se esse é o seu caso, veja as fotografias que lhe deixamos na continuação e inspire-se para criar um jardim que alegrará o caminho de entrada, o recanto de um pátio ou os fundos. Desta forma, conseguirá criar um ponto de interesse que não havia anteriormente. 

Veja abaixo a variedade de materiais, estilos e boas ideias que podem ser reproduzidas em muitas casas. Guarde-as na sua imaginação e veja as mudanças surpreendentes que estes pequenos jardins podem provocar em sua casa.

Jardim pequeno na entrada de casa

Este jardim margeia o caminho da entrada de casa e delimita o relvado à frente. Repare nas ideias inerentes ao desenho: as pedras que definem as bordas do canteiro têm o mesmo tamanho e forma para que não se destaquem do conjunto e se mantenha a harmonia. As plantas e as pedras têm cores que se conciliam. 

Um espaço entre o corredor e o pátio

Neste recanto onde o caminho e o muro delimitam o espaço, conseguiu-se criar um ponto de interesse verde. As flores num canteiro serão sempre um ponto focal no desenho dos jardins. Neste projecto, elas separam a área dos degraus em relação ao caminho de madeira. 

Uma fonte natural

Esta fonte feita de bambu oferece charme a este pequeno e criativo jardim. As pedras do chão do canteiro contrastam em cor e em textura com as pedras grandes e o vaso que serve de fonte. Os arbustos de diferentes alturas e tons de verde criam um diálogo visual interessante. 

Entrada com piso de madeira

O que acha desta ideia para a entrada de casa? O piso é de madeira e a borda do canteiro é feita com o mesmo material. A pedrinha branca contrasta com os arbustos de formas e de alturas diferentes com um desenho inovador. Usar bambu e uma réplica de uma lanterna japonesa deixa a casa com uma interessante atmosfera asiática. 

Simetria

Num espaço pequeno, a simetria e os ângulos rectos oferecem charme ao desenho. Pode usar relva, como se vê na imagem, ou substituir por uma planta rasteira. O facto de o canteiro ser baixo faz com que se harmonize melhor com o conjunto. 

Um canto especial

  por Zen Ambient
Zen Ambient

Fuente, bonsai, piedras y lamparita

Zen Ambient

Este pequeno jardim foi concebido, tendo-se desenhando com pedras o espaço em torno das plantas. A fonte, rematada com um pequeno bonsai, é o ponto focal. Observe como as plantas foram organizadas de acordo com sua altura: as maiores estão próximas das paredes mais altas. 

Um banco no exterior

As plantas rasteiras são o eixo do desenho deste pequeno jardim. A combinação dessas plantas envolvendo o espaço destinado à base do banco cria um ambiente onírico. Os vasos brancos marcam a transição entre o caminho e os outros espaços do jardim. Pode brincar com as cores das plantas rasteiras e com a cor dos vasos para propiciar mais interesse ao desenho.

Apenas vasos

Qualquer recanto em casa pode tornar-se mais alegre com o uso de vasos. Esses materiais distintos dar-lhe-ão a oportunidade de jogar com cores e com texturas. Escolha as plantas de acordo com as alturas mais convenientes para que se harmonizem com o desenho do espaço.

Canteiros de bambu

Os troncos da gramínea dão um charme original a estes canteiros. As diferentes alturas do bambu e a forma como se adaptam ao espaço, trazem-lhe a nota de cor de que necessitava. As plantas verde-escuro contrastam na perfeição com a parede branca. 

Pequeno jardim redondo

Este jardim torna-se mais interessante porque as plantas no meio são altas e diminuem gradualmente até às bordas. O círculo de pedra contribui para criar o desenho. Vale a pena escolher para o mesmo canteiro plantas que tenham o mesmo tratamento quanto à rega. 

Canteiros na parede

Nesta imagem, é possível encontrar diferentes tipos de recipientes para flores. Um é mais elaborado, construído e quase mimetizado com a parede na qual se apoia; os vasos são mais genéricos, porém encaixam-se bem no espaço quanto ao tamanho e à cor. Repare também na pedra da base.

Pedras como protagonistas

Repare nos seixos redondos e grandes, a lembrar ovos pré-históricos, que estão na base deste canteiro. Os seixos contrastam com os vasos de madeira de ângulos rectos e com a leveza das plantas. Uma cascata e um muro com textura rústica dão ainda mais interesse ao espaço. 

Canteiros sinuosos

Para se erguer, este canteiro ondulado exigiu muita paciência. Ele foi feito com pequenas estacas de madeira de diferentes alturas colocadas lado a lado. Os arbustos podados com topiaria contrastam com os demais de aparência menos domesticado. As pedras também contrastam com a relvado, o que traz mais interesse ao jardim. 

Espaço sombreado

Chegamos ao último jardim que ocupa um cantinho sombreado na casa. Como ali a incidência de sol é, obviamente, menor, é preferível que se plantem espécies que exijam pouca iluminação. Vale a pena consultar um arquitecto paisagista para escolher as variedades que mais o agradem.

Como vê, todos os recantos se podem aproveitar. Basta ser criativo e perceber alguma coisa de plantas. De que projecto mais gostou?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!