homify 360º: Casa M&M

Rita Gouveia (homify) Rita Gouveia (homify)
Google+
Loading admin actions …

Márcio Kogan é um dos arquitectos mais influentes da contemporaneidade. Brasileiro, paulista, Kogan é conhecido pelo seu estilo minimal que normalmente contrasta com uma materialidade intrínseca, características maiores da sua obra, às quais não estão imunes as fortes influências do modernismo brasileiro e de arquitectos como Oscar Niemeyer, Lúcio Costa, Lina Bo Bardi, Rino Levi ou Affonso Reidy. Os seus projectos respeitam os princípios da arquitectura modernista brasileira, com especial atenção para o design de interiores e seus respectivos detalhes, resultando numa arquitectura que mescla elementos tradicionais com os de índole contemporânea. 

Em homify terá ao seu dispor um belo conjunto de obras do arquitecto que poderá analisar em maior detalhe sempre que quiser. Neste artigo irá encontrar especificamente a análise de uma dessas obras: a sensacional casa M&M, um daqueles casos em que as imagens valem mais que mil palavras. Um projecto da mk27 que teve como co-autoras as arquitectas Maria Cristina e Diana.

Este lindíssimo projecto está localizado em Bragança Paulista, um município que faz parte de São Paulo, e que constitui uma das reservas naturais protegidas pelo Governo brasileiro naquela região geográfica. É um local ideal para turismo e outras actividades de lazer. Esta primeira imagem serve para mostrar a incrível envolvente desta casa; uma flora e consequente fauna, espectaculares e só possíveis desta forma num país tropical como o Brasil.

O espelho de água que vê na parte inferior da fotografia, é a piscina desta casa. Lindíssima!

O projecto da casa M&M desenvolve-se a partir da sobreposição de dois planos ortogonais muito simples: um que diz respeito aos espaços interiores outro aos exteriores. Na imagem é possível ver uma das fachadas da casa, orientada para a piscina e onde a horizontalidade do projecto é apenas quebrada e equilibrada, pela verticalidade das árvores. Uma casa que se desenvolve num único nível e numa interacção impressionante com a paisagem.

Outra imagem da fachada orientada para a piscina, serve para nos mostrar a flexibilidade e dinamismo deste projecto. Toda aquela parede de madeira que vimos na imagem de cima, é na realidade um conjunto de portadas que se abrem e fecham ao horizonte consoante a vontade dos seus proprietários. Estejam ou não abertas, elas integram-se perfeitamente na paisagem, devido ao material em si,  à sua cota, e claro está também, à sua linha arquitectónica aqui seguida e aplicada. Na cobertura da casa foi inserida relva com o intuito de melhor integrar o projecto na paisagem e nela se fundir.

Aproximando o foco, é possível vermos como se interligam os diferentes espaços e momentos da casa, que tanto podem ser interiores como exteriores. Uma vez que estamos no Brasil e, numa região que tem uma temperatura média anual de 22º, tal situação é perfeitamente possível. À direita observa-se um grande vazio fluído e habitado por peças de mobiliário de gosto delicado; autênticas peças de design escolhidas a preceito para cada divisão, e sempre em consonância com a paisagem e entre si mesmos.

Este espaço aberto e vazio, serve na realidade como espaço de fruição interior e exterior, onde uma majestosas cozinha foi inserida no lado esquerdo, e uma sala de estar no lado direito. Uma imponente cobertura em betão, bem ao jeito e gosto brasileiros, faz-nos lembrar muitos edifícios brasileiros é certo, mas com certeza que um deles será o Museu Brasileiro de Escultura, projectado pelo também aclamado e prémio Pritzker brasileiro, Paulo Mendes da Rocha. A madeira completa o resta da cena. A cozinha é minimal e high tech contrapondo-se ao orgânicos objectos de mobiliário. 

Esta engraçada imagem com o papagaio a animar a cena, mostra-nos a bela cozinha interior que no mesmo espaço alberga ainda a sala de jantar. Uma vez mais, observa-se a relação perfeita de materiais e formas arquitectónicas. O simples desenho do telhado em duas águas que é revestido interiormente com madeira, é relacionado com o branco das paredes onde a luz se reflecte e expande, e ainda, com os circulares candeeiros suspensos. Todo o ambiente segue uma mesma paleta cromática de tons terra, pois claro. 

O projecto desta casa é sem dúvida único e sublime devido à sua extrema simplicidade e relação com a paisagem envolvente. Um volume contínuo em betão com detalhes em madeira, erigido numa pequena elevação do terreno e que quando vista sob uma perspectiva mais afastada como é o caso desta imagem, comprova tudo aquilo que aqui vem sendo dito: a perfeita integração na natureza. 

Nesta perspectiva é possível perceber melhor como é realmente esta casa: no telhado de duas águas, um invulgar revestimento com relva, uma estrutura em betão e fachadas em madeira. Uma articulação de cores perfeita e singela, quando comparada com o seu contexto envolvente. Dois blocos divididos por um espaço vazio mais ou menos a meio do volume total, articulam na ala norte; os quartos, cozinha, serviços e sala, e na ala sul; a sala da televisão e a garagem. O exterior é decorado com árvores da região, relva e uma impressionante piscina projectada também ela a partir do betão.

Terminamos o artigo com duas imagens panorâmicas impressionantes. Neste caso, a casa, que aparece totalmente imergida e fundida na natureza envolvente e…

..e neste, a impressionante piscina que é uma espelho de água belíssimo e que reflecte as várias tonalidades e momentos do dia. Aos seus proprietários é dado o privilégio de nadar e relaxar sobre uma infindável paisagem verde. Mas não só, todo o projecto em si é um extraordinário exemplo de arquitectura com o qual podermos facilmente sonhar.

Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!