Terraços na cobertura – fotos, inspiração e design

  1. Paineis Solares Mini-Preço Sernancelhe: Terraços na cobertura  por EC2+Energias
  2. Casa Praia: Terraços na cobertura  por IN PACTO
    Ad
  3. Precisa de ajuda com o projecto de sua casa?
    Precisa de ajuda com o projecto de sua casa?
  4. Aliados 107 - Avenue: Terraços na cobertura  por Onstudio Lda
  5. Terraços na cobertura  por Garnet Design de Interiores
  6. Terraços na cobertura  por 캐러멜라운지
    Ad
  7. Terraços na cobertura  por 캐러멜라운지
    Ad
  8. Precisa de ajuda com o projecto de sua casa?
    Precisa de ajuda com o projecto de sua casa?
  9. Terraços na cobertura  por 新綠境實業有限公司
  10. Terraços na cobertura  por Aralia
  11. Terraços na cobertura  por Arki Design
  12. Terraços na cobertura  por Arki Design
  13. Terraços na cobertura  por Aralia
  14. Terraços na cobertura  por Aralia
  15. Terraços na cobertura  por DG DESIGNER LANDSCAPES  LLP
  16. Terraços na cobertura  por Công ty TNHH Xây Dựng TM – DV Song Phát
  17. Terraços na cobertura  por Belal Samman Architects
  18. Terraços na cobertura  por Elaine Orosco
  19. Terraços na cobertura  por Elaine Orosco
  20. Terraços na cobertura  por 캐러멜라운지
    Ad
  21. Terraços na cobertura  por AR Architecture
  22. Terraços na cobertura  por 캐러멜라운지
    Ad
  23. Terraços na cobertura  por Garnet Design de Interiores
  24. Terraços na cobertura  por D+ Arquitectura
  25. Terraços na cobertura  por D+ Arquitectura
  26. Terraços na cobertura  por D+ Arquitectura
  27. Terraços na cobertura  por D+ Arquitectura
  28. Terraços na cobertura  por D+ Arquitectura
  29. Terraços na cobertura  por D+ Arquitectura
  30. Terraços na cobertura  por Jardin boheme
  31. Terraços na cobertura  por Designer Paula Daiane dos Santhos
    Ad
  32. Terraços na cobertura  por Designer Paula Daiane dos Santhos
    Ad
  33. Terraços na cobertura  por Designer Paula Daiane dos Santhos
    Ad

Razões para converter um telhado num terraço

Tem um telhado plano que suporta carga e tráfego? Parabéns, tem tudo o que é preciso para fazer um terraço encantador, seja qual for o seu tamanho! Transformar o seu telhado num terraço é uma opção perfeita que lhe vai permitir usufruir de um espaço de lazer ao ar livre ou de um jardim no telhado ao mesmo tempo que aumenta significativamente o valor da própria habitação. 

Esqueça o estendal da roupa e o vasinho deprimente! Estes espaços têm uma exposição solar extraordinária e imenso potencial. Uma churrasqueira, um telhado verde, um espaço de convívio com os amigos, um ginásio… Até uma pequena piscina, porque não? Haja orçamento e criatividade que o topo é o limite. Literalmente.

Como construir um terraço no telhado

- Em primeiro lugar é preciso avaliar se o seu espaço tem potencial para ser um terraço, e que perspetivas pode ter para a área de que dispõe. Adeque as suas expectativas em função da área disponível. Não vala de nada aspirar a uma pérgula se o seu espaço mal consegue ter um guarda-sol. Mas lembre-se de que até as áreas mais pequenas podem ser muito bem aproveitadas. 

- Consulte um profissional de arquitetura para perceber quais as alterações estruturais que precisam de ser feitas, se é necessária licença camarária para o projeto, se precisa de permissão de vizinhos ou condomínio, se precisa de um simples comunicado aos vizinhos, ou se não necessita de qualquer tipo de licenças e permissões. Cada caso é um caso, mas se houver alguma alteração na fachada o projeto torna-se mais complicado e vai mesmo precisar de aconselhamento especializado. 

- Desenhe e planeie. Não se esqueça de incluir todos os elementos que pretende, mas não deixe de fazer as medições corretas para se certificar que não está a ser demasiado ambicioso ou a ficar aquém das potencialidades do espaço. Deixe zonas de passagem entre os elementos e certifique-se de que estes têm as dimensões adequadas. As regras de distribuição do interior também se aplicam no exterior, salvaguardando que pretende “respirar” por isso é conveniente que as áreas sejam deixadas mais desimpedidas. Por isso mantenha o design simples, não deixando de recorrer a um desenho em papel ou a um modelo em computador! Há programas simples e aplicações que o podem ajudar. 

- Compre os materiais e elemento mais adequados. Explore todas as possibilidades de lojas físicas e virtuais. Há uma imensidão de escolhas de formas, cores, materiais, texturas e sobretudo preços, que vai querer comparar antes de avançar com o projeto. Desde o pavimento até ao sombreamento, passando pelo mobiliário tem uma busca à sua frente. 

- Uma vez completadas as etapas anteriores pode passar para a fase de execução, que será muito mais fácil se o plano tiver sido elaborado por um profissional e a execução passar também por um profissional creditado, Mesmo que o plano seja integralmente seu, para aquelas obras mais técnica, como instalação de estruturas para cobertura, isolamento de placa ou pavimentação, é importante poder contar com alguém experiente.

Em Portugal é preciso licenciamento? 

Como já dissemos acima, depende muito do seu caso. Depende de fatores como uma possível alteração na fachada, a inserção na envolvente urbana, as obras a executar na própria estrutura do edifício, a existência de condomínio, a proximidade com vizinhos… É fácil perceber que as regras serão diferentes para uma casa geminada, para uma vivenda isolada ou para uma casa numa zona histórica. O mais acertado é consultar um arquiteto se o seu desejo for além de instalar guarda-sóis, sofás, espreguiçadeiras ou alguns vasos!

O pavimento certo para telhados planos – diferentes materiais 

Quando se trata de cobrir um telhado plano os materiais tradicionais, como telhas de asfalto, telhas de cimento, argila ou metal ondulado não são boas soluções, porque garantidamente vão ficar danificados ou mesmo impraticáveis, tornando as infiltrações uma inevitabilidade. 

Assim o melhor é escolher as telhas adequadas à criação de um telhado plano: 

- PVC: este material termoplástico de camada única dura entre 15 a 30 anos. Os telhados de PVC são especialmente fortes e duráveis, e as costuras de PVC são soldadas termicamente (soldadas por ar quente) para formar uma ligação estanque. A maioria das membranas de PVC, especialmente as de cor branca, é muito eficiente em termos de energia, porque refletem a energia do sol em vez de a absorver. É um material com muitas vantagens mas com uma instalação um pouco cara. 

- Borracha (EPDM): menos durável do que o PVC (de 10 a 15 anos), a borracha tem também o inconveniente de absorver o calor da luz solar. Mas é mais barato do que o PVC. 

- TPO: este material dura entre 7 e 20 anos. Aproxima-se em termos de custos ao revestimento de EPDM, mas tem a garantia de estanqueidade das soldas como o PVC. É uma nova tecnologia que exige empreiteiros experientes. 

- Betume modificado: tem uma duração entre 10 e 20 anos. É um material com multicamadas, mas também absorventes de calor e difíceis de instalar. 

- Telhado construído (BUR): 15 a 20 anos. É o mais usual e mais apto a um tráfego intenso, mas é uma estrutura muito pesada, que pode requerer uma adaptação estrutural do próprio telhado para suportar a carga, o que encarece o projeto. 

- Spray de silicone: é um material muito resistente que dura até até 20 anos. Tem uma instalação perfeita e sem falhas, mas bastante dispendiosa.

Terraços - sistemas de sombreamento, proteção solar e iluminação 

Devido à sua grande exposição solar é normal os terraços incluírem pelo menos uma área sombreada para permitirem uma utilização mais confortável. Desde os simples guarda-sóis até toldos, pérgulas, telheiros ou conservatórios totalmente fechados a escolha é muita. E o ideal para si deve ser definido na fase de projeto pois a sua instalação pode condicionar não só a dificuldade de execução, mas o próprio licenciamento do projeto em sede própria. 

Instalar um toldo ou uma pérgula é uma das opções mais comuns no nosso país, mas nem assim estará condicionado

Há toldos de vários materiais, como lona e policarbonato, com designs muito variados e múltiplas cores, ou feitos à medida. As estruturas mais vulgares para suporte aos toldos são o alumínio, a madeira, o ferro forjado ou o aço. 

No caso das pérgulas os materiais de cobertura podem ser vidro, policarbonato, simples ripas de madeira ou mesmo apenas uma estrutura de suporte com um telhado verde feito de plantas trepadeiras. 

Pode também optar por conseguir a tão desejada sombra com um telheiro construído a partir de uma parede da própria casa. E aqui pode optar por materiais semelhantes aos dos suportes dos toldos ou construir uma estrutura permanente em alvenaria, e cobri-la com telhas idênticas às da própria casa, ou diferentes se preferir o contraste. 

Outro elemento que não pode faltar num terraço, tenha ele sombra ou não, é a iluminação. Afinal vai querer de certeza desfrutar do seu espaço mesmo durante a noite! Já imagina longos serões no fresquinho do exterior, naqueles dias de verão em que o calor aperta durante o dia? Na iluminação as opções de design são ainda maiores, mas é sempre importante que o seu estilo se adeque à estética projetada. E pode criar vários locais com iluminação diferente, para diferentes utilizações: – pode colocar um ou mais candeeiros de teto sob a cobertura para proporcionar mais intensidade luminosas a esta área e permitir não apenas o convívio, mas também a realização de tarefas simples, como cozinhar, e no restante instalar focos no pavimento para criar uma luz mais difusa e obter uma atmosfera etérea.