Portas secundárias – fotos, inspiração e design

  1. Portas secundárias  por Arq. Barbara Bolivar
  2. Portas secundárias  por Studio Maiden
    Ad
  3. Precisa de ajuda com o projecto de sua casa?
    Precisa de ajuda com o projecto de sua casa?
  4. Portas secundárias  por Anyway Doors
  5. Portas secundárias  por FingerHaus GmbH
    Ad
  6. Portas secundárias  por 存果空間設計有限公司
  7. Portas secundárias  por Architect Kaushal Thakur Group
  8. Precisa de ajuda com o projecto de sua casa?
    Precisa de ajuda com o projecto de sua casa?
  9. Portas secundárias  por Almacén de Carpintería Gómez
  10. Portas secundárias  por Bhavana Interiors Decorators
  11. Portas secundárias  por ICON INTERIOR
  12. Portas secundárias  por Anyway Doors
  13. Portas secundárias  por Studio Maiden
    Ad
  14. Portas secundárias  por Anyway Doors
  15. Portas secundárias  por yuukistyle 友紀建築工房
    Ad
  16. Portas secundárias  por Studio Maiden
    Ad
  17. Portas secundárias  por yuukistyle 友紀建築工房
    Ad
  18. Portas secundárias  por APRO CONSTRUCTION MANAGEMENT S.L.
  19. Portas secundárias  por Design Mind Mirae
  20. Portas secundárias  por FG FALSONE
  21. Portas secundárias  por FG FALSONE
  22. Portas secundárias  por FG FALSONE
  23. Portas secundárias  por Falegnameria Ferrari
  24. Portas secundárias  por Falegnameria Ferrari
  25. Portas secundárias  por Falegnameria Ferrari
  26. Portas secundárias  por 一枚板テーブルと無垢材家具・キッチンの祭り屋
  27. Portas secundárias  por TRANSFORM  株式会社シーエーティ
  28. Portas secundárias  por TRANSFORM  株式会社シーエーティ
  29. Portas secundárias  por Dintel arquitectura y construcción
  30. Portas secundárias  por Dintel arquitectura y construcción
  31. Portas secundárias  por ANE DE CONTO  arq. + interiores
  32. Portas secundárias  por ANE DE CONTO  arq. + interiores
  33. Portas secundárias  por Effebiquattro S.p.A.

Designs de portas de interior 

Portas de passagem: estas são as portas mais comuns nas casas em Portugal. Puxam-se para abrir e empurram-se para fechar, e por isso é precisa levar em consideração o espaço para abrir e fechar, sem que haja alguma coisa a fazer para o evitar (a não ser escolher outro tipo de porta). 

Portas de gelosia: estas portas são mais usadas para armários, arrumações de produtos de limpeza e lavandarias devido à sua pouca espessura e à ventilação que permitem. Têm vários painéis de ripas horizontais ou verticais, e podem assemelhar-se a portas de madeira normais. 

Portas deslizantes ou de correr: as portas deslizantes funcionam tão bem em salas de estar como em armários, poupando espaço precioso. São uma ideia fantástica para casas pequenas ou cantos com pouca área. 

Portas duplas: normalmente são usadas para jardins de inverno ou em terraços. Podem ser feitas de alumínio ou madeira e o seu objetivo é proporcionar uma vista panorâmica do interior para o lado fora. 

Portas francesas: são muito elegantes e podem dar o toque diferente, muito charmoso, à sua casa. São portas duplas com muitos caixilhos e vidros, que exigem espaço extra quando são ambas abertas. 

Portas de embutir: têm a aparência de uma porta normal, mas de fato são portas de correr que abrem para dentro da parede. São muito úteis a economizar espaço e podem ser portas simples ou duplas. 

Portas de fole ou em harmónio: estas portas são constituídas por várias folhas ligadas por articulações, que abrem na horizontal formando um fole. São uma alternativa às portas deslizantes, sobretudo no que se refere à parte estética, mas utilizam um pouco mais de área útil na abertura.

Materiais 

De núcleo oco: Este material compõe-se de duas camadas de material fino, unidas por pequenas junções internas, e com muito espaço oco. As portas feitas com este material são muito leves e têm um preço convidativo, mas não proporcionam um bom isolamento contra o ruído. É muito fácil mudar-lhes a aparência, tanto na pintura como no estilo, e podem ter um aspeto muito semelhante à madeira. 

De núcleo denso: Este material proporciona a sensação de que a porta é de alta qualidade, feita de madeira verdadeira. O isolamento do som é muito bom e as portas podem durar muito tempo se tiverem a manutenção certa. O seu preço é mais acessível do que o da madeira maciça, mas mais mais alto do que o de núcleo oco. 

Madeira maciça: o sonho de qualquer proprietário de uma casa é ter portas de madeira sólida! Embora os preços da madeira sejam substancialmente mais elevados e esta precisar de uma manutenção frequente (com pintura pelo menos uma vez por ano), as portas de madeira maciça têm um apelo estético e uma elegância intemporal, além de durarem toda uma vida.

Considerações a ter na escolha de uma porta interior 

A escolha do tipo de portas interiores tem tudo a ver com gosto, mas também com o espaço disponível. Assim antes de pensar na compra, no material ou no estilo averigue as dimensões das portas já existentes e avalie a área dos compartimentos a que elas dão acesso. 

Meça rigorosamente a porta: – o topo da ombreira, as bordas das extremidades, a base da porta e a espessura máxima que ela pode vir a ter. Depois avalie qual será o espaço necessário para a sua abertura, tendo como guia a largura da porta obtida, para a instalação de uma porta de abrir (uma das que precisam de mais espaço de abertura), e a disposição dos elementos no compartimento. Se ainda não tem porta por ser uma casa nova estude vários cenários para o espaço em questão, pensando no compartimento para onde a porta vai abrir, e avalie a necessidade de uma porta de correr, por exemplo.

Sempre que tiver dúvidas consulte um especialista na matéria, normalmente os fornecedores das portas.

Ferragens para portas de interior 

As suas portas de interior vão precisar de algumas ferragens complementares: dobradiças, maçanetas, puxadores e fechaduras. 

As fechaduras das portas estão inteiramente dependentes da espessura da mesma, uma vez que são instaladas em orifícios escavados no material. Isto pode ser uma vantagem do material de núcleo oco, pois deixa espaço de base para a instalação da fechadura, mesmo que seja um pouco mais larga.

As fechaduras mais usadas nas portas interiores são as de embutir, pela sua simplicidade e preço baixo. Afinal trata-se apenas de manter alguma privacidade, mais do que garantir segurança. Se tem algum compartimento que precisa mesmo de manter fechado no interior de sua casa, a melhor opção é colocar uma fechadura com código eletrónico para não ter de andar sempre com uma chave atrás. Outra solução muito interessante para as portas interiores são as maçanetas com botão, que podem ser trancadas e destrancadas com um botão pelo interior e com uma chave pelo exterior do compartimento. Isto facilita a abertura da porta em caso de fecho acidental, sobretudo com crianças.

No que toca às dobradiças o mais importante é que sejam do mesmo material e estilo das restantes ferragens para manter a homogeneidade estética, evitando que a sua porta fique com cores e formas discrepantes na sua composição.

Que acabamentos posso dar às minhas portas interiores? 

Os acabamentos das suas portas dependem unicamente do estilo que quiser dar à sua casa. As portas interiores não têm as restrições arquitetónicas e de estilo que as casas em zonas antigas impõem à porta principal, que fica na fachada, e por isso pode ousar procurar um pouco de cor. No entanto convém manter a linha estética vigente para o resultado não ser totalmente discrepante (ou então sim, se é isso que pretende mesmo). 

Pode optar por pintar, envernizar ou dar textura. Um acabamento básico não é um trabalho impossível de realizar sozinho, no entanto para projetos grandes, ou mais complexos, a melhor opção é solicitar que seja feito por um especialista

Se está mesmo em maré de poupanças, mas as suas portas interiores estão a precisar de uma renovação, nós damos-lhe algumas instruções sobre como fazê-la: 

- Limpe bem a porta usando um pano húmido com um detergente suave para madeiras; 

- Passe acetona ou um decapante para uma limpeza mais funda e remoção da maior parte da cobertura anterior; 

- Lixe bem todas as superfícies da porta para remover a restante cobertura e eventuais danos superficiais; 

- Aplique o condicionador primário para preparar a madeira para receber o verniz ou a tinta; 

- Aplique a tinta e o verniz, ou somente o verniz, conforme o acabamento desejado e segundo as instruções do fabricante do produto.