Espaços industriais: fotos, inspiração e design

  1. Paineis Solares: Lojas e espaços comerciais  por EC2+Energias
  2. Sala 2: Espaços de restauração  por Tiago Martins - 3D
  3. Sala 2: Espaços de restauração  por Tiago Martins - 3D
  4. Sala 2: Espaços de restauração  por Tiago Martins - 3D
  5. Restaurante & Esplanada “Pátio 14” : Espaços de restauração  por Sizz Design
    Ad
  6. Restaurante & Esplanada “Pátio 14” : Espaços de restauração  por Sizz Design
    Ad
  7. Restaurante & Esplanada “Pátio 14” : Espaços de restauração  por Sizz Design
    Ad
  8. Restaurante & Esplanada “Pátio 14” : Espaços de restauração  por Sizz Design
    Ad
  9. Restaurante & Esplanada “Pátio 14” : Espaços de restauração  por Sizz Design
    Ad
  10. Restaurante & Esplanada “Pátio 14” : Espaços de restauração  por Sizz Design
    Ad
  11. Restaurante & Esplanada “Pátio 14” : Espaços de restauração  por Sizz Design
    Ad
  12. Petiscaria “Gaivota”: Espaços de restauração  por Sizz Design
    Ad
  13. Petiscaria “Gaivota”: Espaços de restauração  por Sizz Design
    Ad
  14. Vista da nave principal da box e do seu generoso pé-direito.: Espaços comerciais  por Estúdio AMATAM
  15. É indiscutivel o impacto da cor preto no Kalorias Crossbox.: Espaços comerciais  por Estúdio AMATAM
  16. Vista geral do Kalorias Crossbox. Principal rack de Crossfit.: Espaços comerciais  por Estúdio AMATAM
  17. Área de relva sintética para bumpers e ketbelts.: Espaços comerciais  por Estúdio AMATAM
  18. Principal área de treino e relógio digital.: Espaços comerciais  por Estúdio AMATAM
  19. Principal área de treino : Espaços comerciais  por Estúdio AMATAM
  20. Luminárias suspensas sobre as áreas de treino da crossbox.: Espaços comerciais  por Estúdio AMATAM
  21. Área administrativa situada na zona de trás da antiga oficina.: Espaços comerciais  por Estúdio AMATAM
  22. Rampa de acesso principal às áreas de treino da crossbox.: Espaços comerciais  por Estúdio AMATAM
  23. Átrio da Crossbox com preto e vermelho como cores predominantes.: Espaços comerciais  por Estúdio AMATAM
  24. Vestiários: Espaços comerciais  por Estúdio AMATAM
  25. Kalorias Crossbox, acesso aos vestiários masculino e feminino.: Espaços comerciais  por Estúdio AMATAM
  26. Área da recepção e de circulação principais.: Espaços comerciais  por Estúdio AMATAM
  27. Kalorias Crossbox, entrada.: Espaços comerciais  por Estúdio AMATAM
  28. Surf camp . Sagres . 2018: Hotéis  por Giihome
  29. Transportes Pelichos - Santana: Escritórios  por Escala Absoluta
    Ad
  30. Transportes Pelichos - Santana: Escritórios  por Escala Absoluta
    Ad
  31. Transportes Pelichos - Santana: Escritórios  por Escala Absoluta
    Ad

O estilo industrial aplicado na decoração é uma das principais tendências adquiridas e já se vê aplicado pelo mundo fora. Surgiu na década de 1970 com a necessidade de conseguir albergar mais população nas residências tipo loft. Estes espaços eram mais económicos e ofereciam espaço suficiente para várias famílias, além de que a zona de trabalho também podia estar inserida. Ainda hoje os lofts se usam com essa finalidade devido à sua flexibilidade. É um estilo sóbrio até certo ponto, mas é o resultado de uma boa química entre conforto, elegância e originalidade.

Como aproveitar a tendência do estilo industrial sem que os interiores fiquem aspecto de ferro velho?

Não tem de deixar as paredes sem pintura ou deixar a própria construção à mostra, nem precisa de ser necessariamente um loft. Os móveis e a decoração conseguem trazer esse estilo com facilidade desde que sejam pensados e colocados em harmonia, se não com facilidade ficará com um ambiente pesado, sem vida e com mau aspecto. O truque é conseguir equilibrar e a solução ser uma atmosfera confortável apesar de toques industriais.

A essência ideal

O espaço pode até parecer que anteriormente foi uma fábrica, ou apenas as escadas, as janelas, as paredes de tijolo mostrarem esse lado mais industrial. Paredes em cimento, vigas, piso rústico ou em cimento conseguirão com muito força representar este toque industrial. A cor deve existir tal como objectos decorativos menores. Uma característica muito própria deste estilo nos interiores é o uso de peças gráficas de dimensões generosas, como o grafite, esta arte urbana trazida para dentro de casa tanto aplicada em quadros como em paredes.

A luz artificial ideal

Iluminação é extremamente importante em qualquer espaço principalmente se o espaço for reduzido e não existir janela. Abuse em vários pontes de luz espalhados pela casa. Aposte em candeeiros antigos como os que se usavam nas fábricas ou na rua. Encontram-se em lojas de peças em segunda mão e por já serem uma grande moda os valores já se encontram altos. As luminárias de estilo industrial são sempre em ferro e por vezes são pintados de verde escuro ou preto. As lâmpadas, essas são grandes, tal como os candeeiros em tamanho oversized.

Reciclar é preciso! 

O melhor do design em estilo industrial é que não precisará de gastar muito dinheiro pois é na maioria feito através de peças reaproveitadas. A ideia é reciclar e construir, por exemplo, mesas de centro a partir de paletes. Usar os sofás antigos da sua avó que o tecido dá uma atmosfera mais acolhedora. A variedade de estilos e influencias formam esta tendência.

O bom senso será a mistura entre peças reutilizadas e outros de autor – design.